Garotas e livros

[Novidades] Sá Editora

Por 00:41 0 comentários


Três lançamentos começam a dar cara a um novo selo da Sá





Valores de família, de Abha Dawesar, os conflitos da Índia atual pelos olhos de uma criança.



VALORES DE FAMÍLIA

Autora: Abha Dawesar
Tradução: Marina Mariz
Pág.: 240

Preço:R$ 35,90


Valores de família traz o dia a dia de uma família, sob o ponto de vista de um de seus membros, um menino fragilizado por uma doença, filho único de um casal de médicos, numa cidade da Índia.
A história é narrada pelo garoto, à medida que se relaciona com o primo, rapaz rebelde e aproveitador; aprende a gostar da filha de Paget (seu tio portador do mal de Paget), da prima que está à procura de um noivo; acompanha os pais, seja nas visitas ao astrólogo ou ao escritório do advogado onde tentam resolver pendências judiciais contra seus senhorios; o drama do primo drogado e ainda todos os assuntos que envolvem a sua família, repleta de personagens com uma ampla gama de personalidades; reflete ainda sobre a escola e seus colegas, o mistério de crianças sequestradas e um escândalo nacional, de certa forma ligado a um parente.
Mais do que um retrato vivo da Índia atual, onde a pobreza extrema convive com a corrupção e o enriquecimento de uma pequena minoria, esta obra assinada por Abha Dawesar consegue confirmar que todas as famílias têm a sua quota de drama, mantendo segredos, que às vezes são revelados nos piores momentos, e alimentando ódios surdos e ressentimentos.



PALAVRA PERDIDA

Autora: Oya Baydar
Tradução: Marina Mariz e Marco S. de Pinto 
Pág:.464
Preço: R$ 44,00

Uma noite, no terminal rodoviário de Ancara, Ömer Eren, famoso escritor, vivendo uma crise de bloqueio criativo, testemunha um tiroteio envolvendo um casal de jovens curdos. Uma criança é morta. Abalado pela cena,ele decide se refugiar em Anatólia, onde  vivera como militante  esquerdista, esperando reencontrar a “palavra perdida”. Enquanto isso, Elif, sua esposa, uma cientista de renome, prepara-se para participar de uma conferência na Dinamarca, confiando que a viagem  possa ser um reencontro com o filho único, Deniz, em exílio na Noruega desde a morte da esposa, vítima de um atentado em Istambul. São casais que se partiram e que tentam se remontar suas vidas no mundo atual, em meio a conflitos íntimos e políticos.

Palavra perdida é também uma ode à palavra, à língua como meio de compreender o outro, como expressão e forma de unir a humanidade. Uma alusão aos nossos ideais, às nossas esperanças de um mundo melhor. O enredo, que se desenrola através da vida e da tragédia de um jovem casal curdo, mostra a violência envolvida na tentativa de dominar uma língua e de uma cultura. A autora demonstra como a perda ou a supressão da palavra representa uma das formas mais cruéis de violência que podem ser imputadas a um indivíduo ou a um povo. Ela fala ainda sobre as formas de violência do mundo moderno desde a dissecação de cobaias em laboratório, a imposição de nossos valores às crianças, atentados e guerras étnicas. Oya Baydar ausculta com acuidade incomum a relação entre Pais/Pátria e seus filhos, quer tocando na angústia de famílias desgarradas, quer tomando a palavra dos curdos, vítimas de opressão na Turquia.


A CONCUBINA

Autora: Gül Irepoglu
Tradução: Marina Mariz
Pág.:196


A concubina nos conta uma esplendorosa história de amor que aconteceu durante o império Otomano, no reinado do sultão Abdülhamid Han, envolvendo o próprio sultão, uma de suas concubinas e o eunuco-chefe.
Askidil, a concubina, apaixona-se perdidamente pelo sultão tão logo conhece as delícias do leito real pela primeira vez. Para expressar seu amor, escreve ao amado inúmeras cartas que nunca serão enviadas. Embora pareça que o amor da sensual concubina possa ser correspondido, o sultão não a procura tanto quanto ela o deseja... afinal ela é apenas uma das muitas mulheres que ele tem à disposição no seu harém.
O eunuco-chefe, enjaulado em seu triste destino, acaba por se envolver com a bela concubina, formando-se um triângulo amoroso que o leitor acompanha nos textos plenos de emoção e poesia.






Você Deve Gostar Disto:

0 comentários

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge