Garotas e livros

# Resenha: As sirenas de Bagdá

Por 14:25 1 comentários

Bom dia, Boa tarde e Boa noite! (você decide!)

Que tal voltar o tempo um pouco atrás??
Relaxa... é só alguns anos... é, mas anos de muita tensão... O mundo todo acompanhou (e ainda acompanha) toda essa briga dos EUA e o Iraque... Apresento a Vocês...


   As Sirenas de Bagdá

Autor: Yasmina Khadra
Editora: Sá Editora
Ano: 2006
Páginas:301

"As sirenas de Bagdá narra a história de um jovem estudante que se vê forçado a deixar a universidade na capital quando os norte-americanos chegam a seu país para depor Saddam Hussein. Mas o regresso à aldeia natal é pontuado de dor e de trágicos acontecimentos que lhe provocam enorme desejo de vingança contra os invasores."




Ele era mais um jovem que tinha horror à violência. Desde criança, se o provocassem ele nunca revidava os golpes. Era somente na dele. Crescera em Kafr Karam, uma cidadezinha que para muitos não era senão uma povoação atravessada na estrada como um animal morto- mal dava tempo de entrevê-la,e já desaparecia. Sendo a maioria do mesmo sangue, os costumes eram bem respeitados...uma questão de honra. Depois de alguns meses de começar a universidade em Bagdá, os norte-americanos invadem o Iraque. Este jovem é obrigado a voltar à Kafr Karam depois que sua universidade é bombardeada. E a rotina em sua cidade natal, torna-se tão monótoma, criada pelo entorpecimento de todos em prol da guerra em volta. Até que o inesperado aconteceu. Quando aquela esquecida cidade, é atacada pelos americanos. O jovem vê a sua honra e a de sua família se desvairar... quando os soldados americanos os fazem passar uma vergonha total, ao deixar o pai seminu na frente dos filhos. Pelo costume daquele povo, aquilo era uma desonra. O jovem só vê que para ter apenas um pouco de dignidade, é preciso vingar com sangue. Um ódio imenso cresce no coração deste jovem, que acaba se tornando sua cólera. Até que ele se vê infiltrado num grupo terrorista... onde, como de última jogada ele será protagonista de uma inaudita ação terrorista, onde colocará em jogo os seus valores, e a escolha entre o Bem e o Mal.

                                                                 ♫♫♫

 Bem, pra começar, quando peguei este livro pensei: "Nossa, será que eu consigo chegar até a metade??"
Mas, de uma forma admirável, a trama me prendeu. De modo que me interessei mais por livros deste tipo.
Claro que, como sempre, me emocionei muito... também fiquei indignada com as coisas que aconteceram naqueles tempos (e infelizmente ainda acontece!) E confesso que também senti um pouco da raiva daquele rapaz... de todos aqueles soldados que não tinham a mínima misericórdia!
Raiva mesmo é dessa guerra entre os EUA e o Iraque... Claro que mostra um pouco o lado do Iraque e muito de nós o julga ser aquele que é errado... Mas o que mostra mais ainda é: que OS DOIS ESTÃO ERRADOS! Deus, é um Deus de amor,de compaixão... de amor ao próximo. E tanto nos dois países dizem que O adoram! HA! Como é isso?  Justiça? Deixa com Ele também... Apenas Ame e perdoe. Mas, do mundo em que estamos hoje, as pessoas se esqueceram do significado da palavra Amor e da Compaixão. Uma das perguntas que o livro constantemente faz é: Pra quê brigar? O ódio tornou muita gente apenas mortos-vivos, e que por cima acaba também com a vida de milhares de pessoas. Vidas que tinham sonhos, desejos, um futuro e são destruídas por causa do ódio, da cobiça, da incompreensão.   
Assim que terminei este livro, bati palmas! Sério mesmo!(meu pai que estava perto perguntou se eu estava com problemas porque batia palmas sozinha..rsrsr) É um livro que recomendo à todas as pessoas !Para poder vermos um pouco do que as pessoas viveram ali na guerra. E agradeço porque não vivo assim... e oro por aquelas que infelizmente, vivem nesse meio.
 Deixo ai pra vocês a letra de uma musica de Oficina G3, Depois da Guerra:

Depois da Guerra Oficina G3
Vejo ruínas de uma guerra
Mais uma guerra por nossas mãos
As armas foram as palavras
A vaidade, a motivação

Feridas que sangraram a alma
A fé de muitos se perdeu
Um dia irmãos, hoje inimigos
Matou-se o amor que um dia nos fez um

Quem vencerá?
Uma guerra entre irmãos
Uma guerra perdida
Quem perderá?
O povo escolhido
Um povo ferido

Quebradas foram as alianças
Palavras que trouxeram divisão
Pregadas, cantadas, faladas
Por muitos que diziam ser irmãos

Feridas que sangraram a alma
A fé de muitos se perdeu
Na cruz o exemplo nos foi dado
Onde ficou o amor que nos fez um





Espero que tenham gostado.. Comentários são bem-vindos! rsrs
Hasta Chico y Chicas...! ;)

Por: Gabbe Barbosa





Você Deve Gostar Disto:

1 comentários

  1. Comecei a ler este livro em ingles recomendado por minha professora de ingles. Confesso que é uma leitura cansativa e muito sofrida. A história desse jovem emociona muito e espero conseguir chegar ao final.

    ResponderExcluir

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge