Garotas e livros

Entrevista: Evandro Raiz Ribeiro

Por 10:30 0 comentários





1-  Para começar e te apresentar a quem não te conhece, aquela perguntinha básica, quem é o Evandro?
Meu nome é Evandro Raiz Ribeiro, nascido em Recife em 1962. Meu lado paterno descende de portugueses e vem da Paraíba onde morei parte da infância e o lado materno descende de Gregos de onde vem o sobrenome Raiz que não sei exatamente como se deu a passagem para o português. Gosto muito de minhas “raízes” nordestinas, assim como relembro com muita saudade a adolescência  passada em Santo André no ABC paulista. Há quase vinte anos moro no Japão, mas com uma saudade enorme do Brasil.

2 - Quando você descobriu que queria ser escritor? O que (ou quem) te motivou?
Por gostar muito de ler, sempre pensei em escrever alguma coisa. Entretanto, nunca imaginei que poderia realmente escrever um livro. Não Deixe o Sol Brilhar em Mim, veio num impulso comecei a escrever e de repente tinha 100, 150, 200, 312 páginas. Nem eu mesmo esperava que chegaria a tanto. Inicialmente a história estava muito crua, com muitos pontos sem nenhuma sutileza, com a ajuda e conselho de várias pessoas foi melhorando aos poucos.

3 - Não deixe o sol brilhar em mim foi o primeiro livro que você escreveu?
 Sim, foi o primeiro livro que conclui. Já havia escrito algumas coisas antes, mas nada sério.

4 - Seu livro - Não deixe o sol brilhar em mim - fala sobre vampiros. Você achou, em algum momento, que esse tema já era muito clichê?
De forma alguma, não existe um tema clichê, o que existem são pessoas que tentam criar tendências. Nada é limitado o suficiente que não se consiga escrever ou falar por um ângulo diferente. Às vezes é difícil acreditar que alguém deixa de ler um livro ou ver um filme só porque ele trata de um determinado assunto considerado pelos criadores de tendências como saturado. Uma história pode ser boa ou ruim, mas estar saturada, eu acho que não. Sempre vai haver algum aspecto diferente, algum ponto interessante, alguma novidade. Eu sempre fui fã de histórias de vampiros e meu maior prazer é saber que sempre vão existir novas histórias.

5 - Como foi que surgiu a ideia deste livro? Você teve inspiração de outros autores ou de algum filme?
Quem leu meu livro, vai encontrar logo nas páginas iniciais uma nota minha falando sobre o assunto. Escrevi meu livro depois de assistir “Let the right one in”filme do renomado diretor sueco Tomas Alfredson baseado na obra homônima do escritor também sueco John Ajvide Lindqvist. Usei um dos temas do filme, (o encontro de um garoto que sofre bullying familiar com uma garota vampiro) para construir minha história e não copiei ou plagiei a história do escritor sueco como querem dizer alguns que não leram meu livro e falam apenas baseados na sinopse. Digo que usei um dos temas, porque a história sueca pode ser classificada por vários ângulos. Quem ler mais atentamente o livro do escritor sueco vai entender o quero dizer.

6 - Seus personagens são bem desenvolvidos. Cada qual com seu papel bem definido. Eles foram criados por você ou você teve alguma inspiração?
Todas as personagens principais são baseados em pessoas que conheci, em particular Valquíria foi baseada em mais de uma pessoa.

7 - Você tem algum personagem favorito?  
Valquíria é minha personagem predileta.

8 - Você me deixou com um gostinho de quero mais no fim do livro. Ou melhor, quero logooooo! rsrs Você já tem previsão para o segundo livro?
 Já estou escrevendo a continuação de Não deixe o Sol Brilhar em Mim, acredito que dentro de alguns meses terei acabado este segundo livro. Para isso, terei que me dedicar mais a ele, e portanto terei que deixar um pouco de lado o blog que me tira um bom tempo.


9 - Você pretende dar continuidade? O que seria, uma trilogia?
Quando estava escrevendo Não Deixe o Sol Brilhar em Mim, havia decidido que não haveria continuação, pois não gosto de continuações. Apesar de alguns leitores reclamarem, a história está acabada, tem todos os quesitos necessários e sub entendidos finalizando-a. Entretanto, as pessoas sentem a necessidade de que se fale tudo explicitamente, mas essa não é exatamente a maneira com que gosto de me expressar. Atendendo a vários pedidos, comecei a escrever a continuação de Não Deixe o Sol Brilhar em Mim, mas um terceiro livro vai ser muito difícil de acontecer.

10- Você também lançou seu livro no Japão, certo? Existe muita diferença entre o mercado literário brasileiro e japonês?
Olha, seja qual for o produto, com certeza entre os mercados brasileiro e japonês, existe uma grande diferença. Agora um ponto que as pessoas do Brasil confundem é  que existe uma grande diferença entre se morar aqui e participar do mercado japonês. Com poucas exceções, os artistas que vêm se apresentar no Japão estão no mercado da comunidade brasileira que não tem nenhuma relação com o mercado do publico japonês. O meu livro não foi lançado no mercado japonês, ele está sendo divulgado entre a comunidade brasileira no Japão. Eu já estou contatando uma tradutora que no momento está lendo meu livro para ver a possibilidade de fazer uma tradução para o japonês. Depois da tradução feita, terei ainda que batalhar do mesmo jeito que batalhei aí no Brasil para publicar meu livro, ou seja, nada é garantido.

11 - Evandro, obrigada por conceder a entrevista! Pode aproveitar o espaço para deixar um recadinho para os leitores do Garotas e Livros e deixa também suas redes sociais, para que fiquem todos por dentro das suas novidades!
Eu gostaria de agradecer a todos pelo apoio. Vamos mais e mais valorizar a nossa literatura e dar chance para os novos autores nacionais. Entre as novidades, fora estar escrevendo a continuação da história, vou fazer uma nova promoção no meu blog. Algumas pessoas que considero completamente sem noção alguma, fizeram, comentários sobre meu livro ser uma cópia do filme sueco. Falaram isso baseados na sinopse que escrevi e não por ter lido o meu livro e por isso os considero sem noção; falam o que não sabem. Quem lê meu livro e assistir ao filme sueco ou ler o livro da história sueca vai entender isso perfeitamente. É claro que não ligo nem um pouco para isso, pois sei o que escrevi. Mas isso me fez ter uma ideia para uma promoção super especial. Como sou super fã de “Let the Right One in” vou fazer uma promoção em que o ganhador vai levar: “Não Deixe o Sol Brilhar em Mim  enviado do Japão e autografado por mim (a única pessoa aí do Brasil que tem um livro pessoalmente autografado por mim é a Kmila Zoldyek do Thunder’s Empire ) o Filme “Let the Right One in” em Bluray região A mesma região do Brasil,  O livro “Deixa-me Entrar” (Let the Right One In, versão em português publicada em Portugal, pois ainda não existe no Brasil) Gostaram? Então aguardem que logo a promoção irá ao ar.
Um grande abraço a todos.

Clique Aqui e participe da promoção!




Você Deve Gostar Disto:

0 comentários

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge