Garotas e livros

Estilhaça-me - Tahereh Mafi

Por 11:03 12 comentários


Estilhaça-me

Taherer Mafi
Editora Novo Conceito
Ano: 2012
Páginas: 304


Sinopse: Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.

Mais que um romance, o livro é uma crítica ao modo como vivemos hoje. Nosso descaso pelo planeta quando poluímos o ar, a água e destruímos nossas florestas. É em um tempo onde a destruição já está espalhada que o livro retrata. Uma sociedade - O Restabelecimento - surgiu para 'salvar' o que restava do mundo. Mas a ganância pelo poder leva a sociedade de volta a uma ditadura muito pior. Até porque já quase não existe mais recursos naturais e o mundo é seco e sem vida.

No livro conhecemos Juliette, uma garota de 17 anos que nunca teve uma vida normal. Desde bebê foi afastada pelos pais porque ninguém conseguia tocá-la sem se machucar. Não teve amigos. Sempre foi sozinha e há alguns anos vive aprisionada em hospitais e hospícios passando por testes diversos e à espera de algo que ela não sabe o que é. Sua morte?

O livro é bem confuso no começo. Não consegui me identificar com Juliette, tampouco compreender o que ela sentia. Por anos não poder tocar em ninguém é realmente algo muito surreal. Não ter uma mão para apertar, não poder sentir um abraço.... Mas essa é Juliette. A garoa que tem um toque letal. Vampira (X-men)???

Estou aprisionada a 264 dias.
Não tenho nada senão um caderno e uma caneta quebrada e os números na cabeça par me fazer companhia. Uma janela. Quatro paredes. Espaço de 1,48m². Vinte e seis letras de um alfabeto do qual não fiz uso em 264 dias de isolamento. 
Seis mil, trezentos e trinta e seis horas desde que toquei outro ser humano.

Até que ela ganha um companheiro de cela. Adam. Com olhos azuis tão profundos. Olhos que ela jamais esqueceu. E quem sabe talvez, pela primeira vez na vida, ela terá um amigo.Os contatos verbais deles são um tanto escassos a princípio. Eles se falam com os olhos. Eles se tocam com os olhos. Juliette já não se importava com nada. Só respirava e tentava não ficar louca. Era o que repetia a todo tempo. Ela estava ficando louca.

A autora é MUITO intensa quando retrata os sentimentos de Juliette e ABUSA DESTA INTENSIDADE nos primeiros capítulos do livro. Cada frase de Juliette é carregada de advérbios de intensidade e de forma repetitiva. Talvez para reforçar tudo o que ela sentia, mas não curti nenhum pouco isso. É chato ler a mesma frase três vezes consecutivas. Eu entendia desde a primeira.  =/

Até que Juliette é levada ao Restabelecimento e lhe é feita uma proposta. Talvez, uma proposta irrecusável. mas isso depende do ponto de vista de cada um. Para O Restabelecimento, na Nova Ordem que eles estão criando, o poder de Juliette seria extremamente útil. Para ela, ela era um monstro. Incapaz de tocar em alguém. E não queria tocar em ninguém. Sim, ela queria.

Você não pode me tocar - sussurro
Estou mentindo; é o que digo a ele. 
Ele não pode me tocar; é o que nunca lhe direi.
Por favor, toque-me; é o que quero lhe dizer.
Mas coisas acontecem quando as pessoas me tocam. Coisas estranhas. Coisas ruins. Coisas mortas.

Depois dos capítulos inciais, o livro corre. Você flui com a leitura. O romance do livro é delicioso. Muito. Passei a compreender a escrita da Tahereh e me encantei de como ela conseguiu levar a história. Até chegar no final. Aí me decepcionei um pouco porque ela me fez lembrar de uma história há muito conhecida. Mas uma história que eu gosto muito, aliás. Ok, pra mim, não teve lá muita novidade no fim. Pensei que talvez ela poderia ter criado algo novo, mas não. Como eu gosto da narrativa para onde ela está levando a história, sei que vai ser boa. Agora é esperar até 2013 que saco pra saber o que vai acontecer.

Tem uma música que gosto muito, que escutei quando estava lendo o livro e achei que tinha muito haver com a história de Juliette. A música é Diferente dos Anjos, da banda Fruto Sagrado. Segue um trecho:

"Quero ser muito mais que o seu melhor amigo; Alguém em que você possa acreditar
Quero revelar meus defeitos sem ter medo; Quero todo dia aprender a te amar
Foi como se a gente soubesse que ia acontecer
Só rolou certeza! A surpresa nem passou por perto
Você me tocou... ressuscitou os meus sonhos
Você me tocou... trouxe vida ao meu deserto!

Agora eu sei a razão de a gente estar aqui; O que nos faz diferentes dos anjos é o amor. A possibilidade de amar...

Esse amor me livrou dos meus espinhos; Tirou tanta pedra do caminho
Me levou pro paraíso...me ensinou a ser feliz
O amor me livrou dos meus espinhos...
Me levou pro paraíso..."








Você Deve Gostar Disto:

12 comentários

  1. Eu AMEI Estilhaça-me! Mal posso esperar pela continuação! ^^
    Realmente, essa música tem TUDO a ver com a história de Juliette e Adam! LInda!

    Adorei sua resenha!

    Beijos
    Mandinha :)
    minhasconfissoesfemininas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu amei o livro ^^
    Ela parece mesmo a Vampira, mas também me lembrou Ned em relação a Chuck da série pushing daisies, muito boa.
    Adam é um príncipe ^^

    Bianca Um Universo Fantástico

    ResponderExcluir
  3. Fiquei curiosa para ler o livro, principalmente por ter esse lado X-Men.
    Mas o fato de ficar repetindo a mesma coisa para dar a impressão de intensidade, acho que não é necessário.
    Boa resenha. Terá sorteio do livro? Porque eu quero ganhar.kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Eu li o livro antes mesmo de ver as resenhas dos blogueiros!!!! A narrativa é um pouco estranha no começo, mas no meio do livro voce começa a se acostumar e leitura flui tranquilamente. Posso falar que simplesmente AMEI o livro. Aguardo agora anciosa a continuação , so em 2013???? ninguem merece!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá!!

    Ainda não li o livro mas estou muito interessada!!

    Adorei o blog!! Estou te seguindo!

    Dá uma olhada no meu!

    http://umpoucomaisdelivros.blogspot.com.br/

    Att,

    Mica

    ResponderExcluir
  6. Tenho o livro e preciso dizer que eu amoooooo ele, adoro o livro,as vezes realmente é chato o negócio das frases ficarem toda hora repetindo, mas para mim a história supera esse erros ;)

    ResponderExcluir
  7. Adorei a sua resenha... Estou a muito tempo louca para ler esse livro, mas estava com medo de que não fosse tudo o que eu pensava dele, mas a tua resenha me confirmou que o livro é ótimo...

    ResponderExcluir
  8. No geral, te tanto ver esse livro nos blogs, fiquei com muita vontade de ler. Eu acho que a ideia da autora foi legal. Uma garota com o poder letal do toque, o que para muitos poderia ser incrível, para Juliette que passou a vida co isso é uma maldição. Um pouco clichê, mas legal. Uma coisa que me desespicionou foi saber que a autora quis si concentrar o romance entre Juliette a Adam, ouxa ela cria um ‘universo’ desses com um mundo sofrendo por causa de um Restabelecimento, Juliette como a arma e possível salvação, e elaquis destacar mais o romance? Mas apesar disso achou sim e também que é um livro que vale apena ler,e para quem gosta de aventura, como eu, apreciar, mesmo que sejam poucas.

    ResponderExcluir
  9. A unica coisa que me incomodou no livro foram as palavras que eram repetidas toda hora tem uma pagina só com palavras repetidas e isso não é muito legal!
    Mais gostei bastante da estoria!
    xoxo

    ResponderExcluir
  10. Realmente muito bom, eu vi alguns trechos apenas, e folheei na livraria -morrendo de vontade de comprar, sem permissão pra isso -saco- fiquei ainda mais curiosa depois de ler essa resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Eu adorei esse livro ^^
    Muito bom! Adam ♥

    Beijinhos.
    Carinho das Palavras

    ResponderExcluir
  12. Não é meu tipo de leitura preferida, mas a resenha despertou minha curiosidade, ela faz um resumo muito bom da história, convidando o leitor;

    ResponderExcluir

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge