Garotas e livros

O Ladrão de cadáveres - James Bradley

Por 10:20 12 comentários


O Ladrão de cadáveres 


Autor: James Bradley
Editora: Record
Ano: 2013
Páginas: 303


"O nosso trabalho aqui busca também o monstruoso e deformado, aquelas aberrações onde não se consegue ler direito o que a natureza escreveu."


Fazia um tempão que não lia um livro de terror. O último foi O Monstrologista, do Yancey. Daí, quando resolvo ler um que a priori me atrai, me encontro com um livro fraco no quesito terror. A sinopse te instiga a lê-lo, mas acabou me decepcionando.

O livro nos conta a história de Gabriel Swift, em Londeres de 1826. Depois de ficar órfão, Gabriel passa a viver com seu tutor e depois de mais velho passa a estudar com Sr. Poll, um anatomista/médico muito reconhecido em Londres. Cortar, dissecar, picotar e expor partes de corpos humanos fazem parte das aulas de Gabriel. Estes corpos são trazidos por ladrões de cadáveres que saqueiam cemitérios de toda a cidade. Gabriel, apesar de ser um aprendiz, não leva jeito para anatomista. Ele desenha muito bem os órgãos e tudo o que o Sr. Poll manda, mas não é o que ele quer. O que faz com que uma intriga, que poderia ser evitada, faça-o ir embora. Abandonado os estudos, ele vai para a rua com poucas moedas no bolso e um vício em bebida e ópio que não o deixam com muito dinheiro. 

Ele é apaixonado por uma prostituta chamada Arabella e o fato de ter que dividi-la com outros homens não o faz muito bem. O ópio vira seu único refúgio. Até que encontra Lucan, o maior ladrão de cadáveres, que também vendia para seu antigo mestre. Levado à trabalhar para ele, ele começa sua nova vida como ladrão. E eu juro que esperei ansiosamente esta parte para que finalmente o livro ganhasse ritmo. Mas não foi o que aconteceu.

Piorou, para ser mais exata. Gabriel parece viver num constante estupor, meio que anestesiado do mundo, se desligando de tudo, inclusive dos sentimentos, ou do que ele passa a considerar certo ou errado. O livro se arrasta cada vez mais, quase me levando ao abandono. Mas fui um tanto persistente. (e me arrependi). Quando você pensa que está chegando ao fim, vem a parte dois do livro, que é bem pequena em relação ao livro todo. Só que ela começa com uma história totalmente diferente. Você fica perdida por umas 30 páginas, para só depois ter uma explicação. Claro que tem coisas que são um tanto óbvias e dá para tirar suas conclusões, mesmo assim, não achei legal.
James Bradley retrata bem a década de 1820 em Londres e faz uma ótima descrição sobre a  anatomia humana. Algumas partes do livro podem enojar ou causar repulsa, mesmo assim, para um livro que prometia terror, foi fraco. O livro tem pouco diálogo e muitos capítulos são curtos, dando mais a impressão de um diário do Gabriel, já que o livro é narrado em primeira pessoa por ele.
Enfim, tirando o retrato muito vívido da pobre, escura e talvez verdadeira Londres nesta época,  as aulas de anatomia gratuitas, a perfeita revisão e a capa muito interessante, eu não gostei do livro. Mas é claro, essa é minha opinião. Teve gente que gostou bastante. Por estes pequenos detalhes, eu digo que dá pra ler. Mas não espere muito dele. Não mesmo.



Você Deve Gostar Disto:

12 comentários

  1. Nunca li um livro de terror e acho q não vou ler!
    Tenho muito medo de ler esse gênero. Não assisto nem filme de terror, então eu passo esse livro.

    ResponderExcluir
  2. Título e capa bem chamativos, mas to vendo que a história não iria me agradar também. Ou até iria, já que agora eu sei que o ritmo dele é bem lento.

    ResponderExcluir
  3. Oi meu anjo ja tinha visto o livro antes, mas depois de leer sua resenha acho que nao vou gostar, mas se achar ele talvez lo leia. Beojos

    ResponderExcluir
  4. Oi Danni!

    Eu também postei a resenha desse livro hoje.
    Assim como você, não gostei da leitura e concordo com tudo o que você falou. :/
    Eu esperava mais!!

    Mas, mesmo assim, você conseguiu escrever uma resenha bacana!
    Eu fiquei tão desanimada com esse livro, que a minha resenha ficou um lixo... :s

    Beijooo!

    ResponderExcluir
  5. Oi Danni, este já não faz meu estilo, e depois de ver que ele peca sendo paradão, não tenho nem sombra de vontade em ler.
    A capa é meio tenebrosa, eu nem olharia duas vezes para ela. XD
    Uma pena que o livro para quem gosta prometia, afinal roubar cadáveres não devia ser legal nem naquele tempo.
    Ps.: dá uma revisada no texto.
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério que vc não olharia para a capa novamente??? haha Eu gostei dela! ;) E olhe que eu tbm não sou uma fã do gênero. Bem, de filmes não. Pelo menos os livros eu leio.

      E valeu pelo toque!
      Bjs

      Excluir
  6. Não costumo ler livros de terror.
    A capa é bem diferente, gostei. Mas não o leria...

    ResponderExcluir
  7. uau essa capa está incrivel, adorei o titulo, me deixou curiosa demais

    ResponderExcluir
  8. adorei essa capa, curti demais a tematica, super convidativo ,... quero muito ler

    ResponderExcluir
  9. Terror não é meu gênero preferido, ainda mais com sua resenha dizendo que foi franco, que a história não deslanchou. Acho que esse vou deixar passar.

    ResponderExcluir
  10. Amo o gênero, mas só 2 estrelas? Poxa... assim me desanima, rs.
    Mas como acho que não é seu gênero favorito, acho que talvez eu goste.

    ResponderExcluir
  11. não faz muito o meu estilo de leitura , achei muito forte , a capa dele é bem morbida, não gostei

    ResponderExcluir

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge