Garotas e livros

Esconda-se - Lisa Gardner

Por 17:21 2 comentários

Imagine que você tenha que fugir. Sim... fugir para bem longe. Então, você muda de nome, assim como muda de cidade. Pior de que mudar de nome, de cidade, viver de forma bem discreta, sempre com medo... é não saber do que você está fugindo. Apenas obedecer a seu pai, que só diz pra você pegar o necessário, já que levam tudo em cinco malas. Como será viver fugindo, com medo, sem saber a quem temer?

Uma mulher que foi obrigada a fugir — desde criança— de uma possível ameaça. Uma ameaça que seu pai via em todo lugar, mas que a polícia nunca considerou. Um antigo e desativado sanatório para doentes mentais que pode ter muito mais a esconder entre suas paredes do que homens e mulheres entorpecidos por remédios. Uma história de rancor entre membros de uma mesma família que nunca conseguiram superar os episódios de violência doméstica que presenciaram. Um pingente que foi parar em mãos erradas — e a cena de um crime brutal: seis meninas mortas e mumificadas há mais de trinta anos. Agora, cabe à famosa detetive D.D. Warren descobrir quem foi o serial killer que cometeu esta atrocidade e que motivação infame deformou sua mente. Acompanhe D.D. Warren na solução de mais este complexo caso e encontre o inimaginável que está por trás de pessoas aparentemente comuns! 
Esconda-se 
Autor(a): Lisa Gardner
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Páginas: 399 


Quer concorrer ao livro Claro que te amo, da Tammy Luciano autografado? Leia o post e nos deixe um comentário! ;) Confira aqui.

Annabelle Granger era ainda uma criança pequena quando se mudaram pela primeira vez. Ao chegar da escola encontrou seu pai, professor de matemática do MIT, com cinco malas no chão, e sua mãe sentada chorando. 'Você precisa ir até seu quarto. Pegue duas coisas. Quaisquer duas coisas que queira. Mas, rápido, Annabelle. Não temos muito tempo.' dissera seu pai. Annabelle pegou seu cobertor, e seu cachorro de pelúcia. Foram para a Flórida. E depois de algum tempo, se mudaram novamente. Até que um dia, Annabelle perdeu as contas de quantas vezes já se mudaram, quantas cidades já moraram. Vinte cinco anos depois de se mudar, ela voltara para Boston. Sua mãe, já tinha morrido. E seu pai também, após sofrer um acidente. Annabelle se sentia livre, não precisava ficar fugindo de algo que seu pai via em todo lugar. Iria recomeçar sua vida. Até que ela viu seu nome no jornal. Uma câmara subterrânea foi encontrada num antigo Hospital Psiquiátrico. Com seis meninas mortas- mumificadas. E somente uma delas foi identificada, através de um pingente: Annabelle Granger.

Para D.D. Warren, esse seria seu primeiro caso como sargento. Seis meninas mumificadas encontradas numa câmara subterrânea. Esse caso precisaria de mais detetives ativos que o normal. E um deles é Bobby Dodge, que já trabalhou na resolução de um caso que envolvia uma câmara também. Começou a aparecer diversas peças do quebra-cabeça, mas nenhum parecia se encaixar. Uma lista de suspeitos. E ainda a história da família de Annabelle que vivia fugindo, mas ela não sabe o porquê. E o pior de tudo: o perigo, ao que parece, também não estava enterrado numa câmara há cerca de trinta anos. Ele estava à solta. Até quando Annabelle iria fugir de algo que não sabia?

♫  ♪  ♫    ♫     

Esse é o meu primeiro livro que leio de Lisa Gardner. E eu não gostei dela. EU AMEI! Pense numa mulher pra escrever! Todos sabem que, pra escrever um romance policial, não deve ser de qualquer jeito... A trama deve estar bem ligada, de modo que, no final, não fique pontos sobrando ou sem sentido. E ela fez tudo muito bem. E além, é claro, de deixar você super ansioso pra saber logo o assassino! Sei que a série é da detetive D.D. Warren. Mas, nesse livro, apesar de que o caso ser dela, seu personagem era mais secundário do que protagonista. Tanto que, o narrador se alterna entre contar pela perspectiva de Annabelle, e a de Bobby. Pra leitura ficar mais interessante, tem uma pitada de romance. Enfim, o livro é bom. Recomodadíssimo! rs Não vou contar mais, porque tira a graça do suspense. hehehe

Só vou deixar aqui o comecinho...

" Meu pai me explicou pela primeira vez quando eu tinha sete anos de idade: o mundo é um sistema. A escola é um sistema. Bairros são um sistema. Cidades, governos, qualquer grande grupo de pessoas. Aliás, o corpo humano é um sistema, viabilizado por subsistemas biológicos menores.
A justiça criminal é definitivamente um sistema. A Igreja Católica -- não o deixe começar. Há então os esportes organizados, as Nações Unidas e, é claro, o Concurso de Miss América.
- Você não precisa gostar do sistema -- ele me explicou. -- Não precisa acreditar nele nem concordar com ele. Mas precisa compreendê-lo. Se conseguir compreender o sistema, vai sobreviver."


Bem, é isso aê galera! Até a próxima aventura \o












Você Deve Gostar Disto:

2 comentários

  1. Gabbe que susto me deste dizendo que não gostou. hahaha. Impossível não amar a escrita da Lisa. Sou fã desde que li A filha secreta.
    Recomendo que corra e se surpreenda com Viva para contar e Sangue na neve (Bobby neste é secundário).
    Eu só não gosto que publiquem fora de ordem, mas fazer o quê? Melhor fora de ordem do que nada.
    Essa Annabelle não deve ter uma vida muito legal, estar sempre fugindo e sem saber de quem só complica.
    Fiquei bem curiosa para ler sob a perspectiva do Bobby, eu gostei dele em Sangue na neve.
    Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabbe!

    Eu adoro os livros da autora! São viciantes!!
    Tenho Esconda-se, mas ainda não o li.
    Com uma resenha tão positiva assim, preciso lê-lo o quanto antes! :D

    Bjs!

    ResponderExcluir

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge