Garotas e livros

Perfeitos / Scott Westerfeld

Por 12:11 2 comentários

E eis o segundo livro da série Feios!
" Lembra-te de que as coisas mais belas do mundo são também as mais inúteis."
                                                            John Ruskin, As pedras de Veneza, I

ATENÇÃO: Spoiler do 1º livro!


Tally finalmente é perfeita. Agora seu rosto está lindo, as roupas são maravilhosas e ela é muito popular. Mas por trás de tanta diversão – festas que nunca terminam, luxo e tecnologia, e muita liberdade – há uma incômoda sensação de que algo importante está errado. Então Tally recebe uma mensagem, vinda do seu passado, que a faz se lembrar qual é o problema na sua vida perfeita. Agora ela precisará esquecer o que sabe ou lutar para sobreviver – as autoridades não pretendem deixar que alguém espalhe esse tipo de informação.

 Título Original: Pretties
Autor: Scott Westerfeld
Editora: Galera
Páginas: 382




Este é o segundo livro da série Feios, se você ainda não leu a resenha do primeiro livro, clique aqui.

    E finalmente, Tally virou perfeita. Em Nova Perfeição era festa quase todo dia. Ela nunca se sentira tão feliz.. Sem preocupações! Bem, a única preocupação era geralmente no fim da tarde quando ela precisa escolher a roupa paras as festas da noite. Sempre era um estilo de festa diferente, e ela precisava estar 'borbulhante' (sim, você vai ver tanto essa palavra no livro, que vai lhe dar agonia. É uma gíria, pra dizer que está demais/maravilhosa ou algo do tipo - você sem querer adota essa gíria para você! kkkk). E Tally, por toda a sua aventura e rebeldia quando feia, passa a ser popular. Só lhe falta uma coisa: participar dos Crims.

    Todos os jovens em Nova Perfeição participam de um grupo que tenham alguma coisa em comum. E o Crims, é aquele grupo de perfeitos que não se 'esqueceram' de quando eram feios, e gostam de se manterem borbulhantes. São os mais rebeldes e descolados, e o seu líder é Zane. E numa das festas à fantasia, um feio entra de penetra pra falar com Tally. Então ela começa a lembrar de coisas que parece que aconteceram há muito tempo. Mas suas memórias parecem tão distorcidas. O feio (Croy) lhe dera instruções para  pegar algo que escondera. Ela só se lembra depois, porque Zane a beija. Sim, eles percebem que um beijo, bastante café, ficar sem comer,e fazer algo com muita adrenalina os deixam borbulhantes.. Mas não no sentindo de estarem 'maravilhosos', mas sim de começar a lembrar do tempo em que eram feios, e passam a pensar mais claramente (lembra das lesões no cérebro que eles sofrem na cirurgia pra se tornarem perfeitos?). Pois bem, o que Croy na verdade tinha escondido eram comprimidos. Pra quem leu o primeiro livro, sabe que Tally só virou perfeita para testar se esses comprimidos realmente erradicava as lesões no cérebro. Bem, ela e Zane tomam os comprimidos. Ao passar do tempo, os dois percebem as mudanças, e vão fazendo de tudo para que seus amigos também se sintam 'borbulhantes', enquanto tramam um meio de escapar para ir à Fumaça.

"- E porque não me sentiria? Destruí a Fumaça e o pai de David está morto por minha culpa.
  -Tally, na cidade, todo mundo é manipulado. A finalidade de tudo que nos ensinam e nos deixar com medo de mudanças. Venho tentando explicar isso ao David que, desde o dia em que nascemos, vivemos numa máquina que só serve para nos manter sob controle."

    Começa a rolar um romance com Tally e Zane, o que cria um triangulo amoroso (Tally-Zane-David) - típico. Mas, até agora, bem bolado. Zane é um cara bem legal, e pra um cara perfeito, ele faz de tudo pra se manter bem racional. Shay, depois que Tally e Zane andam muito juntos, começa a se afastar, e tenta se manter 'borbulhante' do jeito dela, e aí acontece coisas desagradáveis.

     Bem, como já falei na primeira resenha, a série, além do entretenimento, traz toda uma crítica ao padrão de beleza da nossa sociedade. E não só isso, critica também ao desleixo e falta de preservação que temos com a natureza. Como é uma história 'pós-apocalíptica', somos chamados por eles de Enferrujados. É uma sociedade de alta tecnologia, que tenta manter uma relação boa entre tecnologia, seres humanos e natureza, diferentemente de nós, que muitas vezes destruímos, e não pensamos na consequência disso. É uma boa reflexão, vale muito a pena.

Correndo para ler o terceiro livro, Especiais! Aguardem \o






Você Deve Gostar Disto:

2 comentários

  1. Este foi o primeiro distópico que eu li, segui até o terceiro volume, e ainda quero ler o quarto para saber como tudo termina.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  2. Não tinha sentido vontade de ler esta série antes... mas gostei do mote, e apesar de ter seu lado surreal (também pudera é uma distopia).
    Muita loucura passar por uma cirurgia para ficar perfeito, cirurgias me deixam nervosa e esta que mexe com o cérebro, cruzes!!!
    Espero que a série mantenha o ritmo. Vou procurar ler. =)

    ResponderExcluir

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge