Garotas e livros

Um passo em falso - Harlan Coben

Por 12:22 1 comentários

Um passo em falso é mais um livro da série Myron Bolitar, aquele fofolindo que todos amam! Myron é um agente esportivo que é advogado, investigador, babá, conselheiro amoroso, analista financeiro, motorista, dentre várias outras coisas. E com aquele bom humor e sarcasmo ele é o pacote completo para mim. Neste livro uma atleta de basquete o contrata para descobrir o paradeiro dos seus pais. O que poderia ser simples, se sua mãe não tivesse sumido há 20 anos. Mas... O que é simples na vida de Myron?

Ainda jovem, Myron Bolitar contou com a ajuda do treinador Horace Slaughter para começar a jogar basquete. O relacionamento dos dois era como o de pai e filho, mas com o tempo eles perderam contato e Myron abandonou o esporte. Dez anos depois de ver Horace pela última vez, Myron conhece Brenda, filha do antigo amigo e uma bela estrela do basquete. Trabalhando como agente de atletas, ele poderá fechar um contrato valioso com a jogadora se descobrir o paradeiro de Horace, que sumiu repentinamente após agredi-la. Desde então, Brenda começou a receber ameaças por telefone e a ser seguida. Myron não acredita na culpa do amigo e resiste a ser guarda-costas da moça, mas acaba cedendo. Determinada a não fazer papel de donzela indefesa, Brenda provoca uma atração irresistível em Myron, que vive um relacionamento amoroso debilitado. Porém, existe entre eles um abismo de corrupção e mentiras, além de segredos pelos quais muitos arriscariam a vida. Mesmo contra o bom senso, Myron segue investigando o caso. Disposto a conquistar o coração de Brenda, ele está ciente de que um passo em falso pode acabar matando os dois.
Um passo em falso
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Ano: 2014
Páginas: 271

"- Acabou? Já satisfez sua necessidade de sentir-se moralmente superior?
- Que diabo significa isso?
- Você sabe do que sou capaz - disse Win devagar. - Mesmo assim, continua recorrendo a mim."

O livro tem a mesma jogada do Harlan, sem ser cansativa ou repetitiva. Ele sempre consegue adicionar novos temperos à trama que nos envolve e nos  faz querer agarrar andar com o personagem. Myron é um dos meus favoritos. Mas Win, seu fiel escudeiro, ganha meu coração, mesmo tendo seus momentos sanguinários. Brenda Slaughter é uma jovem atleta em ascendência que tem recebidos ameaças e encarrega Myron de achar seu pai e talvez sua mãe, que a abandonou 20 anos atrás.  Mas nunca é preto no branco. Sempre há mafiosos como a família Ache no meio. E desta vez, os Bradfords, importante família de políticos da cidade, também estão envolvidos.

"Para a maioria das pessoas, Win parecia tão romântico quanto o frigorífico de um açougue. Mas a verdade é que ele só se dedicava a muito poucas pessoas. Com esse grupo seleto, ele era surpreendentemente aberto; da mesma forma que suas mãos letais, golpeava fundo e com vigor, depois se afastava, procurando esquivar-se."

Uma sucessão de crimes acontece e Myron se preocupa cada vez mais com Brenda, que não faz papel de donzela em perigo. Uma atração começa a se desenvolver entre eles, já que a complicada relação dele com Jéssica não está nada bem. Conhecemos o Harlan por manter relações amorosas em segundo, terceiro plano em suas histórias. E isso permanece. Adoro esse estilo de preservar o suspense e ação e deixar os outros objetos da trama um pouco suprimidos. Nos encontramos em planos de fundo familiares, como quadras de basquete, a mansão de Win, o antigo quarto de Myron na casa dos pais, delegacias de polícia e carros de estranhos onde uma ameaça e uma reposta atravessada de Myron sempre arranca sorrisos. 

"Da próxima vez que uma arma for disparada em circunstâncias semelhantes, fale alguma coisa imediatamente. um bom exemplo pode ser "Eu não morri"."

Com a escrita leve e a ousadia de sempre, Harlan me conquista em mais uma obra. Eu não desconfiei do desfecho do livro. Me surpreendeu o final, como ele geralmente faz. Nos leva há várias possibilidades, mas geralmente é aquela em que jamais pensamos. Ele não entra na categoria dos meus favoritos de Harlan. O fim, para todos os meios, foi justo, em certa forma. Mas o coração ficou apertadinho por ele. Bolitar é um xodó que eu vou ter para a vida toda. A explicação final nos faz ver como as pessoas podem ser por dentro. Como utilizamos de fachadas para transparecer quem não somos. Matéria para reflexão.


"Depois de três toques, a secretária eletrônica atendeu. 'Desligue sem deixar nenhuma mensagem e morra', disse a gravação com o tom irritantemente superior de Win. Bipe. Myron balançou a cabeça, sorriu e deixou o recado. "
A cada passo em falso que outros dão, Myron chega onde quer chegar. Uma leitura obrigatória para todos fãs do Harlan e para quem curte uma boa ficção policial. Recomendo!Leiam e se deliciem!!!


Você Deve Gostar Disto:

1 comentários

  1. EU me enquadro na categoria de fã do autor e fã de policial, por isso com certeza este livro será lido.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge