Garotas e livros

Um amor, um café e Nova York

Por 18:00 2 comentários



"Meeeeeel, tua boca tem o mel e melhor sabor não há, que loucura te beijar..."

O livro é doce. Mas muuuito doce. Por diversas vezes imaginei mel escorrendo pelas páginas. Ainda bem que foi só imaginação, ninguém derruba mel no meu livro fofo. Mas nem tudo fica tão doce por tanto tempo sem causar uma possível diabetes. Então, para todos os efeitos, apesar da doçura insana, a trama tem lá sua pausa nessa paixão melada. A história segue numa fofura sem fim, típico de adolescentes completa e idiotamente (ou seria verdadeiramente? Amor puro e sincero anda meio fora de moda?) apaixonados. Um romance infanto juvenil que eu não tive o prazer (ou desprazer, dependendo do caso) de viver. Mas digo logo: a culpa é da protagonista!

Camila sempre teve um grande sonho: viver um grande amor, como um desses de cinema. Ela só não imaginava que teria isso e muito mais, logo que conheceu Guilherme. Na véspera do aniversário de 3 anos de namoro do casal, e do aniversário de 19 anos de Camila, Guilherme surge com uma surpresa que mudaria pra sempre o romance e a vida do casal: uma viagem de um mês para Nova York. O que ele não sabia é que esse era mais um dos grandes sonhos de Camila, que vai fazer de tudo para que essa seja a melhor viagem deles. Porém, Nova York possui brilhos demais. Poderia algum deles ofuscar o do casal?
Um amor, um café e Nova York
Autor: Augusto Alvarenga
Editora: D'Plácido
Ano: 2014
Páginas: 192
"Você não notou ainda que nada mais faz sentido se você não estiver comigo?"

Primeiramente: o protagonista NÃO EXISTE! Tudo bem que você autores tem a mania de criar personagens pelo qual nós nos apaixonamos, seres perfeitos que queremos casar e tal. O Guilherme é só mais um da lista. (Obrigada Augusto, por aumentar minha lista de possíveis futuros maridos) Jamais na vida me deparei com um Gui. E muito que provavelmente não irei. "Príncipes" como ele só em contos literários mesmo. Infelizmente. Dentre muitos sonhos de Camila, conhecer Nova York é um deles. Então, Gui, o cara lindo, rico, o namorado mais atencioso, romântico, fofo e perfeito do mundo faz isso por ela. Por eles. Comemorar o aniversário de 3 anos de namoro merece algo especial, não? Então, a viagem dos sonhos será o marco da vida deles. Será o ápice da perfeição. Mas Nova York é brilhante demais e imensa demais. Atrativa demais para uma jovem sonhadora como Camila. E talvez, todo esse brilho, acabe ofuscando algumas coisas.

"Tudo bem, agora é oficial: O Guilherme é a coisa mais próxima da perfeição que eu conhecia. Eu nunca seria capaz de retribuir tudo o que ele fazia por mim, mas ele parecia saber disso e não se importava. E eu simplesmente não tinha como negar. Era Nova York. E ele. O que poderia ser melhor?"

Apesar dos protagonistas terem 19 e 23 anos, o ponto de vista de Camila sobre eles é como eu veria uma adolescente de 15 anos detalhando. Ela é perdidamente apaixonada pelo Gui e só o Gui faz a vida dela ter sentido, faz ela querer sonhar, amar, sorrir e blá blá blá. Ela é fofinha, sabe? Mas não precisava tecer taaantos elogios ao Gui O TEMPO TODO!; adorá-lo de tal forma que acabou por adocicar demais a obra. Eu realmente adoraria ver a obra pelos olhos do Gui, com palavras dele. Narrado por um cara de 23 anos, apaixonado, romântico, mas - espero eu - não tão doce quanto a Mila. Ela é enjoativa demais. Gui estuda, trabalha na empresa do pai e provavelmente tem uma visão mais madura do relacionamento dos dois.

"Eu não queria simplesmente me desfazer daquilo tudo. Elas me lembraram de quem eu tinha sido um dia."

Muitas adolescente vão se conectar de tal forma com Mila que vão fazer de Um amor, um café e Nova York seu livro de cabeceira. O amor perfeito, a realização de seus sonhos, pais que estão por perto para apoiar em qualquer decisão, dezenas de amigos para rir e chorar a todo e em qualquer momento... Talvez se eu tivesse lido esse livro 10 anos atrás, minha opinião sobre a Mila teria sido diferente. É um romance totalmente infanto juvenil, que por sinal eu gosto, mas a Mila... Ah, Mila... tsc, tsc.
Eu me apaixonei loucamente pela capa. A diagramação do livro deixa toda a leitura mais gostosa. Ver os desenhos internos, os trechos de músicas a cada capítulo que o autor coloca faz tudo se encaixar com a trama. Os desenhos são muuuuiitos fofos! Obra do autor também! S2 A história em si não é ruim, pelo contrário. É fofa, mas fofa demais. Eu só estou tentando evitar açúcar para controlar a glicose. Coisas da idade. Mas o final... Ah, o final! Teremos um segundo livro pelo visto, ou o autor apenas deixa o final em aberto, para que cada um possa construí-lo baseado em seus próprios sonhos e desejos, ansiando o futuro da Mila e torcendo para que tudo se encaixe da melhor maneira possível. Afinal, Nova York e sonhos impossíveis podem acontecer com todo mundo, certo? Bem... Eu ainda estou tentando. Mas pode ser só Londres, obrigada.
Mas Augusto.... Eu espero meeesmo um segundo livro, viu moço? kkkkkkkkk

Você Deve Gostar Disto:

2 comentários

  1. Olá pessoal, existe um grupo literário no wpp chamado "the bookshelf", quem quiser participar fique à vontade e adicione o número (79) 88182930 e peça para ser adc no grupo, é sempre bom conhecer pessoas que compartilham do mesmo gosto, ainda mais quando se trata de LIVROS ;)

    ResponderExcluir
  2. Oi Danni,
    O livro parece ser muito bom, ou melhor super bom heheh. Adorei a resenha! Ficou muito boa e detalhada, parabéns!
    Beijos,
    Kworldofbooks.blogspot.com

    ResponderExcluir

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge