Garotas e livros

[Livro versus Filme] Uma longa jornada - Nicholas Sparks

Por 11:00 1 comentários

Sempre que acabo um livro do Nicholas tenho a leve sensação de que o mundo pode ser um lugar mais bonito. Ele tem o dom de causar isso em mim. A delicadeza dos sentimentos, um amor real, as emoções elevadas. Esse é Sparks para mim. Confesso que sempre tive uma relação de amor/ódio com ele, porque, vale lembrar, ele adora aqueles dramas de me matarem de chorar e me despedaçarem no final com uma morte infeliz. Mas mesmo com tudo isso, reconheço que ele tem esse traço em sua escrita que realmente mexe comigo.

Aos 91 anos, com problemas de saúde e sozinho no mundo, Ira Levinson sofre um terrível acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa que morreu há nove anos, surge diante dele. Mesmo sabendo que é impossível que ela esteja ali, Ira se agarra a isso e relembra diversos momentos de sua longa vida em comum: o dia em que se conheceram, o casamento, o amor dela pela arte, os dias sombrios da Segunda Guerra Mundial e seus efeitos sobre eles e suas famílias.
Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a melhor amiga a um rodeio. Lá, é assediada pelo ex-namorado e acaba sendo salva por Luke Collins, o caubói que acabou de vencer a competição.
Ele e Sophia começam a conversar e logo percebem como é fácil estarem juntos. Luke é completamente diferente dos rapazes privilegiados da faculdade. Ele não mede esforços para ajudar a mãe e salvar a fazenda da família. Aos poucos, Sophia começa a descobrir um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o terrível segredo que ele guarda não puser tudo a perder.
Ira e Ruth. Luke e Sophia. Dois casais de gerações diferentes que o destino cuidará de unir, mostrando que, para além do desespero, da dificuldade e da morte, a força do amor sempre nos guia nesta longa jornada que é a vida.

Título original: The longest ride
Autor: Nicholas Spark
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Páginas: 361

''A questão é que as pessoas quase nunca entendem que nada é exatamente como pensam que será."


Neste livro temos três personagens que intercalam a história. Ira, um senhor de 91 anos. Luke Collins, um caubói lindo e Sophia Danko, uma estudante da história das artes. O livro começa com Ira em um acidente de carro, lutando para se manter vivo. Ele, ainda consciente, passa a ver sua falecida esposa -Ruth- e junto com ela, começam a relembrar toda a sua vida, nos brindando com toda a sua história de lutas, mas, acima de tudo, de amor. Em paralelo com as lembranças de Ira, temos capítulos com Sophia e capítulos com Luke. O livro é narrado em terceira pessoa, então fica fácil ver o que acontece com todos. Luke está no rodeio onde ele acabou de vencer a competição e acaba por salvar Sophia da perseguição e insistência do seu ex namorado. A partir daí a trama vai se desenvolvendo, sempre alternando os capítulos com os três personagens.

''Confie nas pessoas até que elas lhe deem motivos para não confiar. E depois nunca mais fique de costas para elas."

Seguimos o livro todo querendo saber o que a história de Ira e Ruth tem a ver com a história de Luke e Sphia. São histórias e épocas totalmente diferentes e ficamos nos perguntando quando as histórias irão se cruzar, se é que se cruzarão. A história de vida de Ira e Ruth é linda. São nas lembranças dele que nos embarcamos na história dos dois, do começo ao fim. Quando voltamos para Luke e Sophia, vemos que os personagens também são bem diferentes um do outro. Enquanto Luke sempre foi um peão de rodeio e mora e cuida de uma fazenda, Sophie estuda história da arte e vem de uma cidade grande. Então acabam descobrindo, ambos, um pouco mais do mundo um do outro.

"Afinal de contas, se existe um paraíso, nós nos encontraremos de novo, porque não existe um paraíso sem você."

Claro que o livro tem seu drama peculiar, mas nada comparado aos outros do Sparks. Essa obra é completamente deliciosa e você fica se perguntando porque não viveu um amor com esses. É aquele livro pedido para espantar as coisas ruins da vida e crer em um mundo mais romântico. Sou uma romântica incorrigível, eu sei. Mas nada melhor do que Nicholas Sparks para fazer de uma história com pessoas tão reais, um livro tão doce lindo. O final do livro é realmente emocionante e eu recomendo MUITO a leitura dele!

Sobre o filme... 
Embora eles não sejam como minha imaginação criou, achei o par legal. Mas prefiro os meus, claro.


Bem, vale dizer que o filme é beeeem diferente? Sim, é. Claro que eu não esperava algo idêntico, mas muito se perdeu na adaptação. O que foi uma pena. 

No filme a Sophia é mais destemida em relação ao Luke, é um tanto ousada. Isso deu um toque a mais no romance do livro que precisava realmente "correr", no sentindo de fazer o romance andar durante a trama. No livro é mais demorado, temos tempo a mais. Aqui precisava ser direto. Uma das mudanças, a mais notável, foi que a história de Sophia e Luke e a de Ira se cruzam logo no começo, não no final, como é o livro. No filme, ele acaba por fazer parte da história de Sophia, esta que cria um laço com ele depois que Luke e ela o resgatam de um acidente. A história de Ira começa a ser contada através de Sophia, quando ela lê as cartas destinadas à Ruth, que o senhor mantém guardadas consigo.
 Britt Robertso e Scott Eastwood (Sopjia e Luke)

A partir daí começam a intercalar Luke/Sophia e Ira/Sophia, sendo que esses dois últimos são sempre com lembranças da história de vida de Ira. Da longa jornada que ele viveu ao lado de seu grande amor. No filme também não vemos muito da amiga de Sophia, que já é pouco no livro.
Oona Chaplin e Jack Huston (Ruth e Ira)

Mas uma coisa é certa: Não chega nem perto de se comparar com a perfeição que é o livro do Nicholas Sparks. O livro é amor demais e o filme nos dá uma visão dos personagens. Gostei de ter assistido, mas acho que fui com expectativas demais, o que causou uma certa decepção. Nada que reler trechos do livro não resolvam. Terminei ele muito mais apaixonada e pronta para mais de Nicholas Sparks.

Esse Luke é gostoso lindo demais!

Você Deve Gostar Disto:

1 comentários

  1. Olá blogueira(o),

    Ainda não tem o seu próprio marcador?

    Acesse o nosso site: http://loja.retratus.com.br/ecommerce_site/categoria_1405-1856_11656_Lembrancas-personalizadas-Marcador-de-paginas-personalizado

    e faça o pedido do seu marcador personalizado.
    Página do face: https://www.facebook.com/retratuslembrancas

    ResponderExcluir

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge