Garotas e livros

Esperando por Doggo - Mark B. Mills

Por 11:00 0 comentários




"— Tudo ótimo —  Polly responde, animada. — Trabalhando como um cão.
Olho para Doggo soldado ao sofá, o sofá e ele quase uma coisa só, e fico pensando de onde é que vinha aquela frase."


Eu confesso que esperava um livro onde o personagem central fosse um cachorro. Certo. Doggo não deixa de ser o centro das atenções, de certa forma. Mas é Dan, seu dono, que passamos conduz toda a trama. Bem, ao lado de Doggo, então ele é o central também! hehehehehe
Foi uma surpresa muito bacana para mim ler este livro. De uma leitura fluída e com uma escrita muito gostosa, Mark nos apresenta essa história sensível e cheia de romance. E adorei acompanhar.

Dan achava que tinha uma vida feliz com Clara, mas, de uma hora para outra, ela desaparece inesperadamente de sua vida, deixando para trás apenas uma carta de despedida e um cachorro. A pequena criatura é incomum e sequer tem um nome definitivo, ele é simplesmente chamado de Doggo. Agora, Dan tem a missão de devolver Doggo, e, ao mesmo tempo, encontrar um novo emprego. A primeira missão parece ser fácil, a segunda, nem tanto. Com o passar dos dias, Dan começa a desfrutar da companhia de Doggo e não tem coragem de abandoná-lo. De forma singela, mas significativa, a presença do pequeno cão ajuda àqueles que estão ao seu redor. Doggo acaba tornando-se muito mais que um amigo de quatro patas, transforma-se em uma verdadeira fonte de inspiração para o trabalho e para a vida de Dan.


Esperando Doggo não é só um livro sobre um cachorro. É um livro sobre o poder de uma verdadeira e sincera amizade.

Título original: Waiting for Doggo
Autor: Mark B. Mills
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 224


"Você jamais poderia descrever Doggo como "esguio". Ele é um vira-lata baixinho, gordinho, comum, honesto e passado de mão em mão. Mesmo assim , ele parece não ter a menor ideia de que é assim. Notei isso no escritório na última semana. Ele se porta como se fizesse parte da realeza, como se todo mundo estivesse de olho nele e como se não pudesse nem sonhar em escorregar por medo de decepcionar suas multidões ardorosas."


Você está namorando. Daí sua namorada traz um cachorro muito feio para casa. Um feio de um jeito quase fofo. Mas quase. Pouco tempo depois, sua namorada vai embora, não diz pra onde, só deixa uma carta de adeus e o cachorro no sofá. Você, desempregado, sem novas expectativas e com um cachorro que nunca gostou de você te observando. Esse é o plano de fundo dessa história que é digna de boas risadas. Daniel é um apaixonado. Um redator muito bom que está tentando voltar ao mercado de trabalho, mas agora, com um cão a tira colo. Ele pertencia a Clara, mas depois do abandono da namorada, o que restava senão devolvê-lo ao canil?

"[...] Sim, ele gosta de ganhar carinho, mas também sabe mandar aquele olhar cortante quando acha que já é o suficiente."

Eu poderia dizer que o livro narra uma história emocionante e arrebatadora  de amizade e companheirismo entre o cão e o homem. Mas não é bem isso. Não que não ocorra uma aproximação e uma ligação mútua, mas nós vemos, basicamente, a interferência do Doggo em vários pontos na vida do Daniel, e como a situação entre eles acaba culminando em novas e boas perspectivas. A vida dele começa a mudar e ele acaba se dando conta de como permaneceu conformado com tudo quando ele podia ser mais, querer mais, buscar mais e até estar com alguém melhor que a Clara, por que não? Um novo trabalho, um novo romance, um segredo antigo sendo revelado... São momentos íntimos da vida de um homem que agora é sempre acompanhado por seu cachorro, que, apesar de as vezes o olhar com a cara feia, começa a nutrir certo respeito e carinho por seu dono. Ambos partilham da companhia do outro e talvez seja só essa comunhão que tenha feito tanta diferença na vida do Dan. Talvez o Doggo seja aquilo que ele mais precisava.

"[...] Depois de anos de uma inércia benigna, e, por razões que ainda não consegui identificar, minha vida de repente se viu no meio de um galope."
O livro é cheio de momentos Owwnt. Com um enredo simples, sem reviravoltas ou dramas, o autor nos mostra como a simplicidade de uma amizade pode ser benéfica na vida de uma pessoa. E amizade com animais, sim! Além de ser um cão adotado (bravo! Vamos adotar!), a relação entre o homem e o animal é bem tratada aqui, deixando claro que é muito saudável e lindo e fofa esse tipo de amor. Gostei dos personagens e da área de atuação do Dan, em publicidade, área que amo, aliás. É um livro divertido, leve e de leitura rápida. Aqueles que você lê em uma "sentada". Ótimo para qualquer dia e qualquer momento. E com um final num gostinho de quero mais. 


Você Deve Gostar Disto:

0 comentários

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge