Garotas e livros

[+18] Mais uma chance - Abbi Glines

Por 11:00 2 comentários



"Fui um cretino, um cretino insensível. Eu não a merecia, mas a queria mais do que queria continuar respirando."

Abbi Glines conduziu essa continuação da história de Harlow e Grant da forma mais linda possível e só posso dizer que amei! Esse segundo livro é mais intenso no quesito drama, mas não aquela coisa chorosa ou maçante. Ela abusa da sensualidade, presente em cada obra, mas consegue prender o leitor com uma doçura incrível. Ela mais uma vez me surpreendeu!

Leia a resenha de A primeira chance


Grant Carter fez tudo em seu poder para convencer Harlow Manning que ele era um bom rapaz. Mais do que uma fala mansa e alguém em quem pudesse confiar. Ele teve de superar sua reputação como um playboy, e sua história com a meia-irmã de Harlow, Nan, uma mulher que é puro veneno. Harlow tinha agarrado a chance, caindo duro e rápido nos braços do cara que emocionou com o seu desejo que tudo consome. Depois de uma vida de evitar bad boys como Grant, ela abriu-se para as possibilidades de amor ... Mas um segredo rasgou-os, e agora Grant e Harlow devem decidir se eles podem lutar o suficiente para fazê-lo funcionar - ou se a dor da traição tem destruído permanentemente o seu futuro.



Título original: One more chance
Autor: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 208 

"[...] Era assim que as coisas deviam acontecer na vida? Não podíamos ter o sonho inteiro, mas apenas uma parte dele? Podíamos ter apenas uma prova de algo, mas nunca a coisa inteira?"


*contém spoilers do livro anterior* 


O livro começa seguindo o final de A primeira chance. No primeiro livro deles, após tanto vai-não-vai deles dois, o segredo de Harlow é revelado. Ela sempre escondeu de todo mundo que tinha problemas cardíacos. A filha quase reclusa de um dos deuses do rock nunca quis chamar atenção para nada. Quando pequena era sempre tratada como a doentinha, a que necessitava de mais cuidados que os outros. Quando ela se apaixonou por Grant, ao invés de falar para ele dos cuidados que ela teria que ter em alguns casos determinados, ela decidiu aproveitar, viver intensamente, arriscar ser feliz e não se importar em dividir esse problema com quem se importava. Mas quando ele descobre, ele se assusta e acaba afastando-a. Grant tem um problema sobre perder alguém. É algo que ele mais teme que lhe aconteça. Então quando ele fica sabendo sobre Harlow, ele se vê perdido.

"Vivemos sem jamais pensar que quando os afastamos de um amigo ou alguém que amamos, podemos nunca mais vê-lo novamente."

É basicamente um ataque de frescura. Tudo bem, ele não se vê seguido em frente caso não tenha mais Harlow. Mas a perca, embora faça parte das nossas vidas, é algo difícil para todo mundo. É natural, a gente aprende em ciências, lá na escolinha. "Todo ser vivo nasce, cresce, se reproduz (ou não) e morre." Mas como cada pessoa reage à morte é uma coisa bem diferente, claro. Só que, ao meu ver, ao invés dele dar piti, poderia muito bem ter se colocado no lugar dela. Ao invés de tentar entender como ela se sente, como ela convive com isso a vida toda, ele pensou somente que deveria ter protegido mais o coração para não sofrer um possível perca. Ah, vá.

"[...] Eu nunca me senti tão vazio na vida. Você levou minha alma com você. levou o meu coração. Eu sou uma casca vazia que passa pelos dias automaticamente, esperando você me ligar. Esperando você atender as minhas ligações. Nunca imaginei uma vida assim, mas, sem você, eu não consigo imaginar a vida. Você é a minha vida."


"Não precisava lembrá-lo do risco que ele estava correndo. Ele sabia. Nós dois sabíamos. Ele não se importava. Eu valia o risco. Era isso que ele estava me dizendo."

O que vemos nesse livro é muito mais tenso e preocupante. As chances que Grant temiao tanto, de se machucar com a perca, se intensificam, mas ele decide arriscar tudo, põe tudo em jogo e corre atrás do perdão e do amor de Harlow, que se escondeu de tudo e de todos, depois de ter toda sua vida exposta para o mundo. Ela segue um sonho e vai atrás dele independentemente do que todos digam. Acho a ousadia e a coragem da personagem muito marcantes. A delicadeza dela, a persistência, sua luta e todo o amor que envolvem a jovem Harlow me fez amá-la demais. Grant aos poucos vai nos mostrando todo o comprometimento e dedicação que sempre teve e que eu sempre soube que tinha. As relações familiares se mostram cada vez mais fortes e a conexão entre os filhos de Kiro me surpreende cada vez mais. Harlow, a doce e preferida, Nan, a vaca rejeitada e Mase, o filho que não tá nem aí para o pai. Cada um deles tem seu momento e até uma parte na narração desse livro. O íntimo e verdadeiro eu de alguns dos personagens da saga vão aparecendo e se destacando. É muito bom poder voltar a ler um pouco mais de Rush e Blaire e Woods e Della. Sinto falta dos outros personagens que são pouco abordados, mas já é bom suficiente ter um gostinho a mais deles. 

"[...] A verdade era que eu também estava com medo, mas isso não mudava nada. A vida é cheia de medos, fugir deles nos impede de viver as experiências que fazem a vida valer a pena.[...]"

Qualquer um poderia imaginar qual o final da história, mas não consegui acreditar alguns caminhos que a autora escolheu nos apresentar nessa obra. O tanto que ela me surpreendeu e chocou com certa cena me fez cair em prantos. E olhe que isso no libro da Abbi para mim é raridade. Se tem clichê? Continuo dizendo que sim, mas amo clichê, gentes. Me processem! Quando bem escrito, toda obra - mesmo com cenas previsíveis e personagens semelhantes - passa uma emoção diferente no leitor. Ao menos é assim que me sinto e me faz feliz ler todos os livros da Abbi. Escreva mais, minha diva! Nos presenteei com romances encantadores dessa saga que adoro! Nunca gastei tantas flags nos livros da Glines como foi com os livros deles dois. Adorei marcar cada cena emocionante com a Harlow, cada gesto e fala de amor e devoção do Grant, cada particularidade que faz deste romance único. 
Leiam muito!


Saga Rosemary Beach

Série Sem limites


Série Perfeição
Série Chance

Você Deve Gostar Disto:

2 comentários

  1. É muito difícil encontrar uma obra pouco clichê hoje em dia. Ainda mais se tratando de romances. Eu não sou muito fã desse gênero exatamente por isso. Acho meio limitado, claro não são todos, há romances incríveis e surpreendentes. Por hora eu passo a leitura, mas amei a resenha deu pra conhecer bem sobre o livro.
    http://gordicesliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Débora. Sempre tem clichê, mas para quem curte o gênero, tá de boa. kkkkk E sim, sempre tem aqueles que marcam mesmo. Esse é um new adult e usa todos os fragmentos que geralmente compõe o estilo para ser bom.
      Gostei do teu cantinho!
      Beijos

      Excluir

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge