Garotas e livros

Aluga-se para temporada - Mary Key Andrews

Por 12:17 4 comentários



"Não foi um começo de férias muito promissor, muito menos para uma vida nova."

Eu comprei esse livro na BienalPE, no ano passado, e estava querendo ler um livro leve, descontraído, sem muito drama ou pressão. E não tinha como acertar mais na escolha. Mary Kay te leva para uma casa velha à beira mar, de férias com amigas, muita descontração e um caso de verão à vista. Um livro delicioso!


Depois de ser despedida inesperadamente do emprego, Ellis começa a questionar as escolhas que havia feito na última década de sua vida. Julia é modelo e mantém um relacionamento com um homem que a ama e deseja se casar com ela, mas está muito insegura com sua aparência e com a possibilidade de mudar de vida. E Dorie se divorcia quando o marido descobre que está apaixonado por outro homem, descobrindo em seguida que está grávida dele. Assim, elas resolvem passar um mês na Carolina do Norte para repensar suas vidas, mas quando encontram uma estranha em busca de abrigo tudo pode acontecer.



Título original: Summer rental
Autor: Mary Kay Andrews
Editora: Essência
Ano: 2011
Páginas: 368


Gosto sempre de intercalar os livros que leio. Mesmo quando é uma série e, se eu tiver o próximo em mãos, quase sempre leio um gênero totalmente diferente entre eles para desanuviar a mente. Funciona bastante comigo e acabo até aproveitando mais, tanto a leitura atual, quanto a próxima, do que se lesse mesma série ou algo parecido um atrás do outro. Saí de Lucinda Riley, com seu drama histórico e denso, para um livro que você lê em um único dia (se tiver tempo, como eu não tive muito, ainda sim li em dois hehehe). Quando temos três amigas da vida toda, de férias numa casa de praia, o que poderia ser melhor? A autora nos envolve com a história de Ellis, Júlia e Dorie, todas co suas vidas feitas, com seus problemas reais, nessas férias que foram planejadas durante meses. Entre demissões, traições, inseguranças e pouca perspectiva do futuro, elas encontram apoio mútuo e infinito entre si. E ver de perto o elo que as une, todas as histórias delas juntas, desde a infância e adolescência, até que tiveram que seguir rumos diferentes com a faculdade, entender como é forte o amor que as une, é magnífico. Principalmente quando você tem algo parecido, amigas pra vida toda e que agora você sente uma vontade imensa de marcar umas férias dessas e aproveitar o máximo possível. 

"Filho, não dá pra saber o que se passa na cabeça de uma mulher. Você junta um monte de garotas assim e todas as apostas são canceladas. Elas podem estar falando de sapatos ou roupas. Ou podem estar falando sobre alguém que não está lá. Provavelmente estão falando mal do marido de alguém. Não importa. Porque mesmo se você e eu estivéssemos lá dentro com elas, a gente não ia entender a graça. Nem em um milhão de anos."

A ideia da viagem era justamente para passarem mais tempo juntas. Diante da vida corrida de cada uma, esse momento era para descanso, mas para cada uma delas, de reflexão e decisões importantes. Fora a paisagem belíssima, o mar, a casa e a paz, tinha o vizinho estranho que adorava observar a "nova adição" da praia. Mas era um vizinho muito gostoso lindo, na verdade. Dorie, ruiva, professora e casada, a que sempre atraiu atenção de todos desde a adolescência, e Júlia, a modelo loira, linda e que tinha o namorado que faria qualquer coisa por ela, só queriam que Ellis, a centrada, tranquila e a mais 'recatada' aproveitasse e recebeu todo e qualquer apoio para investir no vizinho. É super divertido vê-las aprontando uma com a outra, relembrando acontecimentos, planejando o futuro. São vidas como a de qualquer pessoa, situações e momentos em que qualquer uma de nós poderia passar. A autora nos aproxima tanto delas, que é como estivéssemos na casa, junto com elas, compartilhando de tudo. 

"— 'Meiga' não é look para encontrar alguém como Ty Bazemore — afirmou Júlia.
— Bem, não — concordou Dorie.
Ellis revirou os olhos.
— Se não 'meiga', como eu devo aparecer?
— Gostosa — respondeu Júlia, sem hesitar. — Muito gostosa. Gostosa pra caramba. Não é, Eudora?
— Ah, é. — Dorie assentiu vigorosamente. — Isso aí. Desculpe a expressão: gostosa pra cacete."

Para completar o chick lit, tem uma dose de mistério quando uma nova inquilina se junta à casa. Madison só queria encontrar um lugar para ficar naquela cidade e tinha um lugar vago na casa, e compartilhar as despesas seria bem vindo. Praticamente a pessoa certa na hora certa. Mas será?
É interessante ver pessoas diferentes convivendo juntas e se dando bem, apesar disso tudo. Claro que existem alguns momentos mais tensos, mas elas são amigas e tudo pode ser resolvido. Adorei o romance da história, o bom humor sempre presente, a relação de amizade linda. O crescimento de todas, mesmo cada qual já estando na casa dos trinta, sempre podem aprender e a se descobrirem mais. As decisões, tão reais para qualquer um, que precisam ser tomadas pelos personagens e a forma como os acontecimentos ganham rumo foram muito bem construídas. São pessoas comuns, vidas comuns, fatos no qual acontece o tempo todo. Adorei a escrita da Mary Kay, tão envolvente e leve, me deixou o livro todo encantada.

"— Eu tenho um motivo pra estar te contando tudo isso — disse Ty. — E o ponto é: não importa quanto tempo se conhece alguém. As pessoas mudam. Ou você não os conhece tão bem quanto acreditava."

Da história, nada o que falar a não ser que é muito boa! Gostei de cada pedacinho dela! Porém, o livro tem MUITO erro de digitação. Uma coisa que achei bastante chato, aliás. Não vou dizer que te impossibilita de ler, claro que não, mas faltou uma boa revisão nele. Troca constantes de nomes de personagens, o que te fazia voltar e reler para ver se tinha erro mesmo ou eram apenas falas seguidas. Travessão onde não deveria também apareceu durante a leitura. A capa achei fofa, gostei do fundo claro e tudo mais. Bem de acordo com a trama. A diagramação bacana e a escrita, cheia de palavras e expressões coloquiais, deixa tudo fluído. Só me incomodou a revisão mesmo. No mais, leiam sim! Já estou morrendo de saudades da história e dos seus personagens tão cativantes! Para quem gosta de chick lit, romances onde abordam questões da mulher moderna (também conhecidos como livros de mulherzinha) esse é uma ótima pedida!



Você Deve Gostar Disto:

4 comentários

  1. Danni,
    Olha eu tenho pavor de erros e trocas assim, fico bem chateada e isso pode me fazer detestar um livro. Mas poxa amei suas palavras, seus quotes a imagem dessas mulheres conversando e se divertindo. Que fiquei louca para ler....mas queria a versão corrigida kkkkk. Acho incrível quando o livro gira em torno do tema amizade e decisões, afinal mulheres por mais complicadas que sejam, sempre pensam muito antes e são intensas. Vamos admitir...sahushua....ou claro totalmente contrárias. Por isso que pode ser tão difícil nos entender. Amei a capa do livro e vou pensar sobre ler ele, pois terei de me preparar para esses erros que não gosto.

    Obrigada pela dica. Beijos
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Elis. Eu também não gosto. Mas vale a pena arriscar nesse livro. Mas espero mesmo que tenha uma edição revisada, pq viu... hahahahaha

      Bjss

      Excluir
  2. Ahh que resenha linda e que dica incrível !!!
    Acho que é disso que é de um livro assim que eu estou precisando... Três amigas que se amam e cuidam umas das outras em um lugar lindo e cheio de paz e ainda tem um vizinho gostos.. PERFEITOOOOOO !!!

    Uma pena o livro ter muitos erros de digitação,mesmo não atrapalhando muito a leitura é sempre ruim essa falta de cuidado com a história.

    Dica anotada..

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Bia!
      Foi um achado pra mim. Mulheres na casa dos 30, indecisões profissionais e amorosas... Meio que me identifiquei! kkkkkkk
      Beijos

      Excluir

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge