Garotas e livros

Meus dias com você - Clare Swatman

Por 14:59 0 comentários

"[...] Porque ela o deixara sair de casa sem lhe dizer que o amava?"

Se você tivesse uma chance de mudar o passado, alterar uma história, ou até mesmo salvar uma vida, você voltaria anos atrás? Você arriscaria viver momento difíceis e incertos novamente mas com a dádiva de ter alguém que você ama de volta, nem que seja por um dia?

“Quero dizer a ele que nunca é o momento certo, que a vida é muito curta para jogar as coisas fora, para perder tempo, para ficarmos separados. Mas não posso...”

Quando o marido de Zoe morre, o mundo dela desaba. Mas e se fosse possível tê-lo de volta?
Numa fatídica manhã, Ed e Zoe têm uma discussão terrível, algo recorrente no seu casamento em crise, e ela acaba se despedindo de forma brusca quando ele sai para o trabalho.
Pouco tempo depois, um ônibus acerta a bicicleta de Ed, matando-o e deixando Zoe arrasada por não ter lhe dito quanto o amava. Se tivessem ficado mais um pouco juntos aquela manhã, ele ainda estaria vivo? Será que poderiam ter reconstruído o amor que os unira?
Após dois meses, Zoe ainda não conseguiu se conformar. De luto, decide cuidar do jardim do marido, quando acaba caindo e desmaiando. Então, algo estranho acontece: ao acordar, ela está em 1993, no dia em que conheceu Ed na faculdade.
A partir desse instante, Zoe passa a reviver momentos cruciais de sua vida e percebe que talvez tenha conseguido uma segunda chance: uma oportunidade de fazer tudo diferente, de focar naquilo que realmente importa, de mudar os rumos do relacionamento – e, quem sabe, o destino de seu grande amor.

Título original: Before you go
Autora: Clare Swatman
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 288

Primeira frase do livro:
É um dia quente e o sol brilhante contrasta brutalmente com o ambiente sombrio"

Eu passaria por tudo de novo, mais de uma vez, para quem sabe fazer melhor. Essa é a segunda chance que todo mundo queria ter, ao menos um dia poder voltar naquele momento em específico e fazer alguma coisa diferente. É sobre isso que fala o livro: segundas chances, escolhas e sobre o amor e perdão. A vida do casal Ed e Zoe está em crise há algum tempo. Quando numa manhã, onde discutem novamente, Ed sai sem que sequer se ela se despeça, tudo muda para eles. Ed simplesmente não volta pra casa. Um acidente é o fim trágico do homem que ela amava e sempre amou, mas que estava tão difícil expressar esse sentimento nos últimos anos. Ela se culpa por não ter dito adeus, por não dizer que o amava, por fracassar com o casamento deles, por não ter feito mais. Até que um dia ela simplesmente acorda 20 anos atrás, lembrando de tudo o que viveu, mas no seu corpo e na sua vida de adolescente. Seria a vida dando mais uma oportunidade de fazer diferente?

"Desta vez, vai ser difícil - quase impossível - eu me comportar como se não o conhecesse. Eu o amei e odiei intensamente; eu o abracei, eu o confortei e briguei com ele, eu o perdi e chorei por ele. Com tudo isso na cabeça, como poderei enfrentar a situação? Não faço a menor ideia."

A partir daí o livro discorre em momentos específicos entre Ed e Zoe. Desde o momento em que se conheceram a todos os pontos marcantes na vida de cada um, a história deles vai sendo apresentada, assim como seus altos e baixos, e o que os levou a permanecerem juntos apesar de tudo. A construção da trama vai passando de forma rápida, o decorrer dos anos da vida a dois mostrado a cada capítulo num ano de vida diferente. Eu gostei bastante de como os personagens foram apresentados e toda a esperança e angústia da Zoe quando se vê nessa nova realidade e como pode alterá-la afim de que mude os rumos que seu relacionamento tomou. 

"[...] A vida havia se estendido diante de mim como um deserto sem cor, mas não recebi essa 'segunda chance' de passar alguns dias ao lado de Ed para, quem sabe, mudar alguma coisa, e foi como ver um oásis e perceber que era real."


O livro tem uma narrativa fluida e leve, mas as primeiras páginas foram mais lentas para mim. Zoe é um personagem muito real, é nossa protagonista e a que vive tudo. Acabamos fazendo parte dos momentos de felicidade dela, de incertezas, de dores e muitas vezes me vi presa avaliando situações e questionando se, de fato, uma vida de casado, uma vida a dois, se apesar de tudo vale mesmo a pena. Eles passam por situações tão comuns que me preocupa passar pela mesma coisa e acabar da mesma forma. É um livro doce, é um alerta para falar de oportunidades e quem nem sempre teremos uma segunda chance. É o "faça agora, diga agora, viva agora". E isso sim é válido ressaltar. 

“O que estou vivendo é tão estranho, tão inexplicável e também tão gigantesco...”

O que me incomodou foi a passividade de Zoe diante dessa nova oportunidade. Eu entendo a apreensão dela e o cuidado no começo, para não alterar o destino de modo a que eles não ficasse juntos. Mas em determinado momento, eu esperava mais dela, mais mudanças, mais riscos, sabe? Na maioria das vezes em que ela pode reviver sua história, ela permanece indiferente aos que estão à sua volta. Concentra-se nela e em Ed, na ânsia do que pode ser feito, do que pode ser alterado na situação deles. Mas enxerguei essa situação de forma mais ampla. Não foram segundas chances só para o amor, mas para recuperar a vida que se perdeu no caminho diante dos problemas que enfrentaram, de recuperar amizades, a família, de realmente viver momentos que por algum motivo foram deixados de lado.

"[...] Mas isso não quer dizer que as coisas podem mudar. Isso não exclui a possibilidade de que, se eu continuar tentando fazer tudo de forma diferente, Ed fique bem e tenhamos a chance de envelhecer juntos, como hoje prometemos um ao outro"
Eu posso entender o desejo da personagem de querer viver apenas mais um dia com ele, como ela tanto diz. E isso ela faz, ela vive. o final é esperado, mas nem por isso deixa de ser bom. A história foi bem escrita e passa o que realmente propõe. Nos faz pensar e entender que o agora é importante e o que hoje ainda podemos mudar. Então façamos isso! A capa nacional está linda e a revisão perfeita. É uma leitura para uma sexta-feira chuvosa para quem curte um bom romance. Leiam e me contem a opinião de vocês! 


Você Deve Gostar Disto:

0 comentários

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge