Garotas e livros

Um sedutor sem coração | Os Ravenels - Lisa Kleypas

Por 10:30 0 comentários

"– As novidades nunca param de chegar. Todas ruins."

Eu tenho sido uma boa amante de romances de época e cada um deles tem me conquistado de maneira deliciosa. Desde que comecei a ler sempre me vejo querendo um livro novo, uma nova trama cheia de charme, sensualidade e um romance melhor do que outro. Adoro os costumes de época, o cortejo, as festas e os beijos roubados. Esse foi o primeiro livro da Lisa que li e foi amor à primeira página.

Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas.
A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon.
Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é impossível de negar.
Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu?
Um sedutor sem coração inaugura a coleção Os Ravenels com uma narrativa elegante, romântica e voluptuosa que fará você prender o fôlego até o final.

Título original: Cold-hearted rake
Autor: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Páginas: 319


Primeira frase do livro:

"– Por que diabo a minha vida deve ser arruinada? – questionou Devon Revenel, carrancudo. –  Só porque um primo de quem nunca gostei caiu de um cavalo?"

Quando Devon Ravenel, um dos maiores libertinos de Londres, herda o título e o condado do seu falecido primo, uma imensa responsabilidade que jamais ousaria pedir vem no pacote. Estava feliz com sua vida fácil, seus dias sem preocupações e toda sua liberdade. Ter que cuidar de um priorado e os moradores dele não era o que queria, então a ideia era vender tudo o mais rápido possível, se livrar das obrigações e voltar a sua vida tranquila.

"Ninguém teria previsto que os dois irmãos seriam os últimos de uma linhagem que havia começado na Conquista da Normanda da Inglaterra. Infelizmente, os Ravenels sempre foram muito ardentes e impulsivos. Cediam a todas as tentações, se permitiam todos os pecados e zombavam de todas as virtudes. Como resultado, tinham tendência a morrer mais rápido do que conseguiam se reproduzir."

Mas ao chegar lá sabe que não será tão fácil se desfazer das propriedades da família e quitar toda a dívida que vem se amontoando há anos, além de que as três irmãs de seu primo e sua viúva ainda residem na casa. Há fazendas dependentes do Priorado, famílias que precisam ser despejadas e as mulheres da casa também precisam sair. Só não esperava que a viúva fosse uma mulher tão linda e de uma inteligência e determinação que fizessem Devon repensar se queria mesmo ela longe do seu alcance.

"– Milorde, sou uma viúva. Não tem noção de como manter uma conversa apropriada com uma mulher na minha condição? "

Kathleen sabe que Devon não passa de um libertino e tudo o que precisa fazer é fica longe desse homem que quer simplesmente se livrar de toda a propriedade e também dela e de suas cunhadas. Ela bate de frente com Devon e não se intimida com seu jeito rude e suas palavras nadas amáveis ao falar da futura desapropriação. Mas não há como negar por muito tempo a faísca que acende sempre quando eles estão juntos e ela sempre se impõe quando suas atitudes sugerem mais do que seria adequado com uma mulher recém viúva.

"[...] Mas nada disso explicava a fascinação que ela lhe despertava... a sensação de que, de agum modo, Kathleen tinha o poder de destrancar algum sentimento totalmente novo de dentro dele, caso ela se desse ao trabalho de tentar."

West, irmão de Devon, é uma figura e tem toda uma importância na obra, assim como as irmãs do falecido Theo, as gêmeas Pandora e Cassandra, e Helen, a mais velha e mais tranquila do trio. A relação familiar é muito bem abordada e o crescimento dos personagens é nitidamente sincero, principalmente se tratando dos irmãos Devon e West. O livro é cheio de passagens divertidas, provocações o tempo todo e uma sensualidade sem tamanho. A escrita da Lisa nos prende e só soltamos no final para ficar com vontade de ter o próximo em mãos.

"– Devon não está acostumado com pessoas exclamando de alegria quando ele chega –  explicou West, muito sério. – Normalmente elas fazem isso quando ele vai embora."
Esse é o primeiro livro da série e ao que promete ela será maravilhosa. Esse livro já dá entrada para o próximo, que será sobre Helen. A série mal começou e já virou um dos meus amorzinhos da vida. Já quero todos os livros que a Kleypas escreveu para saber se vou gostar tanto quanto este. Amei a capa e a revisão está perfeita, como sempre. Já ando ansiosa pelo próximo que foi lançado este mês! Até o momento, a previsão é para que sejam cinco livros na série.



Você Deve Gostar Disto:

0 comentários

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge