Garotas e livros

V&R EDITORAS e PLATAFORMA21 participam da 25º. Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Por 18:03 0 comentários

Obras de Anna Todd, Melissa Albert, Fernanda Nia, família Mandela e do cartunista Liniers são os destaques das editoras na Bienal do Livro


Primeira autora nacional do selo YA, a quadrinista e ilustradora fluminense Fernanda Nia lança, pela Plataforma21, seu romance de estreia, Mensageira da Sorte. 

Poucos autores de livros young adult falam do jovem para o jovem. Fernanda Nia está entre eles. Em Mensageira da Sorte, a autora mescla ficção e realidade em uma história de ação e suspense, oferecendo elementos para que os jovens entendam a realidade brasileira e onde eles estão inseridos nesse contexto. Ela mostra que a sorte é imprevisível. Em pleno Carnaval carioca, durante uma confusão em um protesto contra a AlCorp – uma corporação que controla o preço dos alimentos e medicamentos no país – Cassandra Lira, ou Sam, passa a ser uma mensageira temporária no Departamento de Correção de Sorte (DCS), uma organização extranatural secreta incumbida de nivelar o azar na vida das pessoas. Com uma escrita singular, a autora aborda em sua obra de ficção realista contemporânea, ambientada no Rio de Janeiro, uma situação brasileira distópica – um tema pertinente com a realidade atual.


Um dia, Zazi e Zewelene fizeram à sua avó, Zindzi Mandela, 15 perguntas sobre Nelson Mandela, uma das personalidades mais importantes da história universal – ícone global de paz e perdão que passou 27 anos na prisão. Uma lição de resistência e paz para as novas gerações. Durante o papo, os dois descobriram que o bisavô lutou pela liberdade, foi presidente da África do Sul, ganhador do Prêmio Nobel da Paz. E o mais importante: que eles deveriam transmitir às novas gerações o seu legado. Visto pela perspectiva de uma criança, e criado em conjunto por seus bisnetos e filhas, essa história é contada como nunca antes para celebrar o que seria o 100º aniversário de Nelson Mandela.

Tema principal do estande da Plataforma21 na Bienal 2018: Hazel Wood reúne personagens em uma versão sombria de Alice no país das maravilhas


Best-seller do New York Times, com sete críticas estreladas, o primeiro romance de Melissa Albert já tem os direitos de produção cinematográfica vendidos para a Sony e será uma série de TV. Referência ao clássico infantil de Lewis Carroll “Alice no País das Maravilhas”, o romance young adult transita entre o suspense contemporâneo e a fantasia sombria com uma prosa elegante e afiada. A autora também explora a identidade e a capacidade de encontrar um lar em novas paisagens hostis. O mundo é um lugar escuro, cheio de ameaças ocultas e segredos escondidos. É um conto de fadas macabro envolto em um mistério, com bosques amaldiçoados, terras fantásticas e filmes do Guilhermo del Toro. Os elementos da capa já indicam o tom da história.


Romance young adult na lista do New York Times conta as aventuras de Carter, um jovem mais habilidoso do que imagina, mas que não acredita em mágica de verdade. Até que encontra uma trupe de mágicos adolescentes. Os seis arteiros mágicos descobrirão, juntos, a amizade, a aventura e a autoconfiança nesta nova série que vai além de qualquer truque. Sim, a magia existe – e ela está nas mãos dos leitores...


As Garotas Spring:

Uma história sobre amor, família, aceitação e sobre como descobrir a própria identidade

é um dos destaques da V&R Editoras na 25ª. Bienal Internacional do Livro de São Paulo



Desde a sua primeira publicação em 1868, Mulherzinhas encantou gerações de leitores, com a história de quatro irmãs durante a Guerra Civil e foi bem além do alcance de suas páginas - seis adaptações cinematográficas (mais recentemente, em 1994, com Winona Ryder no papel da protagonista Jo), seis séries de televisão (incluindo uma edição da BBC em 2017) e um musical da Broadway de 2005.
Agora, o romance tem uma versão ficcional contemporânea da história, em As Garotas Spring, de Anna Todd, que a V&R Editoras lança no Brasil no ano em que a primeira publicação de Mulherzinhas completa 150 anos.

Na releitura da obra, Jo, Beth, Amy e Meg têm celulares e mídias sociais e são transportadas para uma base militar moderna em Louisiana, enfrentando os mesmos perigos de irmandade, crescimento, virtude/reputação e romance com os desafios adicionais do século 21. As Garotas Spring são uma força da natureza na base militar de Nova Orleans, onde vivem. Por mais diferentes que sejam, com o pai em combate na guerra do Iraque, e a mãe escondendo algo, seus medos são os mesmos. Lutando para construir vidas de que possam se orgulhar e que as levem para fora de sua humilde posição na vida, um ano determinará tudo o que o futuro das garotas pode se tornar.

O livro conta uma história sobre amor, família, aceitação e, acima de tudo, sobre como descobrir sua própria identidade. Inspirada no clássico da literatura americana, Todd brinda os leitores com uma obra arrebatadora e se coloca, definitivamente, entre as mais destacadas vozes da atualidade. “Adorei todos os romances clássicos quando era adolescente e senti essa poderosa relação com este livro”, diz a autora, lembrando que o seu público são garotas jovens e que era a hora certa para conectar essa história clássica com as adolescentes do século 21.

SERVIÇO:
25ª. Bienal Internacional do Livro de São Paulo
De 03 a 12 de agosto de 2018
Pavilhão de Exposições do Anhembi
Av. Olavo Fontoura, 1.209 – Santana – São Paulo – SP

V&R Editoras - Plataforma21
Estande: J048

Horário de Visitação:
Segunda à sexta-feira, das 9h às 22h (com entrada até as 21h)
Sábados e domingos, das 10h às 22h (com entrada até as 21h)

XOXO

Você Deve Gostar Disto:

0 comentários

Translate

Garotos são bem-vindos!

Google+ Badge