Garotas e livros

Contagem Regressiva - Ken Follett

Por 10:30 0 comentários
O que mais gosto das histórias do Ken Follett é a maneira como ele nos mostra fatos históricos reais intercalados na ficção que ele cria. Por mais que a obra narrada contenha fatos não reais, tudo que vemos é passível de acontecer, tudo é muito provável. Os personagens, com todas suas características e sua história, beiram a realidade do momento histórico apresentado. E isso deixa tudo muito mais interessante.

Certa manhã, um homem acorda no chão de uma estação de trem, sem saber como foi parar ali. Não faz ideia de onde mora nem o que faz para viver. Não lembra sequer o próprio nome. Quando se convence de que é um morador de rua que sofre de alcoolismo, uma matéria no jornal sobre o lançamento de um satélite chama sua atenção e o faz desconfiar de que sua situação não é o que parece.
O ano é 1958 e os Estados Unidos estão prestes a lançar seu primeiro satélite, numa tentativa desesperada de se equiparar à União Soviética, com seu Sputnik, e recuperar a liderança na corrida espacial.
À medida que Luke remonta a história da própria vida e junta as peças do que está por trás de sua amnésia, percebe que seu destino está ligado ao foguete que será disparado dali a algumas horas em Cabo Canaveral.
Ao mesmo tempo, descobre segredos muito bem guardados sobre sua esposa, seu melhor amigo e a mulher que ele um dia amou mais que tudo. Em meio a mentiras, traição e a ameaça real de controle da mente, Luke precisa correr contra o tempo para conter a onda de destruição que se aproxima a cada segundo.
Título original: Code to zero
Autor: Ken Follett
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Páginas: 320
Adicione: Skoob

Primeiro frase do livro:
"Ele acordou com medo."

  • Compartilhe:

Mensageira da sorte - Fernanda Nia

Por 11:30 0 comentários
"Éramos PHD em memes da internet, e o que a zoeira une, nem o diabo consegue separar."

Eu simplesmente adoro ver histórias diferentes e situações nem tão imagináveis. Onde já se viu um Departamento de Correção da Sorte? Tudo bem, vemos muitas secretarias e setores inúteis na administração do país, mas que controlam a sorte? Quando há um desequilíbrio de sorte em alguma pessoa, esse departamento está apto para nivelar essa situação. Se você está tendo muito azar, se nada na sua vida está dando certo e tudo parece continuar seguindo um fluxo de desastres, você provavelmente está na lista de pessoas do Departamento. O problema é que mesmo tendo um órgão exclusivo para isso, ele ainda não pode atender a dementa de azarentos.

A SORTE É IMPREVISÍVEL.
Em pleno Carnaval carioca, durante uma confusão em um protesto contra a AlCorp – uma corporação que controla o preço dos alimentos e medicamentos no país – Cassandra Lira, ou Sam, passa a ser uma mensageira temporária no Departamento de Correção de Sorte (DCS), uma organização extranatural secreta incumbida de nivelar o azar na vida das pessoas.

Para manter esse equilíbrio, os mensageiros devem distribuir presságios de sorte ou azar para alguns escolhidos. O primeiro "cliente" de Sam é justamente o seu vizinho e colega de classe, Leandro. O garoto é um youtuber em ascensão e a ajuda dela, na forma de uma mensagem sobre nada menos que paçocas, impulsiona Leandro a fazer um vídeo que o levará para o auge da fama. O que Sam não sabe é que o rapaz também é um ávido participante dos protestos contra os abusos da AlCorp, comprometido a expô-los em seu canal, independentemente dos riscos que possa correr, e a garota se vê obrigada a usar a sorte do DCS para protegê-lo.

Mesmo que não entenda por que foi escolhida para trabalhar para o Destino, logo ela se vê no meio de uma rede de intriga, corrupção e poder.

Ainda lidando com a culpa pela morte do próprio pai e com seus sentimentos por Leandro, Sam embarcará na jornada de desmascarar a quadrilha que está deteriorando o sistema da Justiça, tanto a natural quanto a extranatural, e fazer com que a balança do Destino se equilibre outra vez.
Título: A mensageira da sorte
Autora: Fernanda Nia
Editora: Plataforma21
Ano: 2018
Páginas: 423
Adicione: Skoob

Primeira frase do livro:
"É difícil não acreditar em sorte ou azar quando a vida é infestada por eles."
  • Compartilhe:

[Divulgação] As Estrelas Sob Nossos Pés terá adaptação cinematográfica

Por 19:03 0 comentários

As Estrelas Sob Nossos Pés mal chegou no Brasil e com ele e já temos a notícia da adaptação cinematográfica. A história tem um viés atual e aborda temas como perda, racismo, pobreza e como que esse ciclo pode gerar e transformar a mente de uma criança. Família, aceitação, luto e a fase de descoberta da vida e do que queremos dela são pontos chaves do livro. Eu mal conheço e já quero abraçar esse personagem de apenas 12 anos que mora no Harlem, tentando entender o motivo da sua vida estar como está e como ele encontra respostas e uma saída para tudo isso. 

Obra dá voz a personagens pouco retratados e que todos precisam ouvir – jovens pobres, expostos à desigualdade, ao preconceitoe à violência desde muito cedo – e nos chama para a reflexão, por meio de sua trama sensível, de que vidas negras importam.

No coração de Lolly Rachpaul há uma lacuna que ele, aos 12 anos, não consegue traduzir, a não ser a raiva e a tristeza que sente a todo momento.

Enfrentando o luto pela perda de seu irmão em tempos de ódio que todos vivemos em toda a parte do mundo, Lolly encontra respostas para suas aflições, tristezas e dúvidas em Harmonee – a cidade imaginária que está construindo dentro de casa com as peças de Lego que ganhou da namorada de sua mãe.

Em seu universo de Lego, o garoto negro do Harlem se aprofunda em questões sobre os propósitos de sua vida em plena adolescência, além de fazer resistência à crueza do mundo e também uma ponte que sustenta as novas e antigas amizades.

Inesperadamente, Lolly passa a receber a ajuda do diretor da escola, que também compartilha com o aluno suas angústias e frustrações a fim de estimular Lolly a conseguir decifrar o enigma que tanto o aflige ao destino de sua vida.

*****

Sobre o autor:
David Barclay Moore nasceu e cresceu no Missouri (EUA). Após estudar Escrita Criativa na Iowa State University, cinema na Howard University e Linguística na Université de Montpelier na França, Moore foi para Nova Iorque, onde trabalhou como coordenador de comunicação para Geoffrey Canada, da Harlem Children´s Zone e foi gerente de comunicação na Quality Services for Autism Community. Recebeu bolsas da Fundação Ford, da Jerome Foundation, do Yaddo e da Wellspring Foundation. Também foi semifinalista do laboratório de roteiristas do festival de Sundance. Vive, trabalha e explora o Brooklyn, em Nova Iorque.

As Estrelas Sob Nossos Pés, do premiado David Barclay Moore, chega ao Brasil pela Plataforma21 e terá sua adaptação cinematográfica dirigida pelo ator Michael B. Jordan ♥️

XOXO
  • Compartilhe:

Indicações para o Natal

Por 13:43 0 comentários
livros de natal presente


Oie meu povo e minha pova!
Vamos começar esse dezembro com indicações de livros? Hoje a seleção são com livros da Editora Arqueiro. Tentei trazer livros de vários gêneros para que você possa escolher um e presentear alguém este ano. Afinal, quer presente melhor do que um livro? #natalcomarqueiro


➤ A Promessa
Esse livro é mais uma obra incrível de Harlan Coben. Raramente algum livro dele deixa de me surpreender e me encantar, esse é um deles. Myron Bolitar toma decisões da qual irá se arrepender bastante, e agora terá que lidar com as suas escolhas. Como sempre, ele está acompanhado dos seus amigos Win, Esperanza, Big Cindy e aqui também temos Zorra! É emoção e suspense a todo tempo em mais uma investigação de nos prender até altas horas da madrugada. O mestre das noites em claro. ♥
Mais sobre o livro: https://amzn.to/2zGTvuR


➤ Um sedutor sem coração 
Esse foi meu primeiro contato com Lisa Kleypas e foi amor à primeira página. Com uma escrita fluída e uma trama deliciosamente divertida, esse romance de época veio só pra constatar a certeza de que esses livros iriam me viciar pelo resto da vida. Recomendo muitíssimo esta série. Esse primeiro então... Cheio de personagens incríveis e marcantes. Você não vai querer parar de ler.

Mais sobre o livro: https://amzn.to/2Pjk51Q

➤ Um lugar chamado liberdade
O que mais gosto de Ken Follet é a forma como ele mescla ficção com fatos históricos e te faz sempre querer mais. Nenhum de seus livros foi cansativo ou chato. Ele abusa da imaginação do leitor e nos transporta para tempos em que não vivemos, mas que os livros de história retrataram algo. Sua escrita instiga e nos deixa encantados. Um lugar chamado liberdade foi o primeiro livro que li dele e é uma obra incrível de um romance histórico.

Compre aqui: https://amzn.to/2UcE5am

O caminho para casa
Esse é um romance que contém uma dose de drama pesada. É uma história linda, porém triste, mas tão bem trabalhada pela Kristin Hannah que não tem como não amar. É a construção de sentimentos, a descoberta da felicidade e as escolhas que fazemos na vida. São pequenas decisões que tomamos que muda tudo ao nosso redor. E a reconstrução necessária para viver novamente os sentimentos que foram abalados é um processo lento, mas necessário. A trama fala sobre família, sobre amor, mas sobretudo sobre o perdão e a cura que se pode ter através dele.

Mais sobre o livro: https://amzn.to/2QaMxs2

➤ Sem fôlego
A Abbi Glines é uma das minhas autoras favoritas! Sempre com uma escrita leve e gostosa, ela é do tipo que escreve livros que lemos em uma "sentada". Sentou, leu tudo. Tem a série Rosemary Beach que é meu grande amor, e agora a Editora Arqueiro traz a série Sea Breeze, que tem sido meu novo xodó. Sempre com a pegada hot, ela traz jovens personagens que estão buscando entender seu lugar no mundo e encontrando o amor, talvez aquele amor que seja para sempre. Ela abusa da sensualidade e seu conteúdo geralmente tende a ser bem quente, recomendado para maiores de dezoito anos mesmo. Adoro demais cada livro dela. Pra quem curte New Adult, eis a autora.

Mais sobre o livro: https://amzn.to/2QfwOYT

XOXO

  • Compartilhe:

Translate

Garotos são bem-vindos!