Garotas e livros

Eu perdi o rumo - Gayle Forman

Por 10:30 0 comentários

Freya perdeu a voz no meio das gravações de seu álbum de estreia. Harun planeja fugir de casa para encontrar o garoto que ama. Nathaniel acaba de chegar a Nova York com uma mochila, um plano elaborado em meio ao desespero e nada a perder.

Os três se esbarram por acaso no Central Park e, ao longo de um único dia, lentamente revelam trechos do passado que não conseguiram enfrentar sozinhos. Juntos, eles começam a entender que a saída do lugar triste e escuro em que se acham pode estar no gesto de ajudar o próximo a descobrir o próprio caminho.

Contado a partir de três perspectivas diferentes, o romance inédito de Gayle Forman aborda o poder da amizade e a audácia de ser fiel a si mesmo. Eu Perdi o Rumo marca a volta de Gayle aos livros jovens, que a consagraram internacionalmente, e traz a prosa elegante que seus fãs conhecem e amam.
Título original: I have lost my way
Autor: Gayle Forman
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Páginas: 272
Adicione: Skoob

Primeira frase do livro:
"Eu perdi o rumo."
  • Compartilhe:

[Pré-venda] Palavras em Azul Profundo

Por 16:20 1 comentários
Eu vi esse livro no perfil do Instagram da Editora Plataforma21 e já estou morrendo de amores e de vontade dele. Achei a sinopse muito fofa e a capa lindíssima. Só preciso dele em minhas mãos! Vem cá ver um pouquinho mais dele! 


A vida é formada por palavras. Escritas, pronunciadas e até não ditas. Palavras como as que podem ser encontradas na Biblioteca de Cartas da Howling Books, o sebo da família Jones. Mais do que livros e suas histórias, aquele lugar conta sobre pessoas.

E sobre Rachel Sweetie e Henry Jones. Eles costumavam ser melhores amigos, nada poderia separá-los. Até que Amy chegou e Rachel partiu com um amor não correspondido.

Três anos se passaram. Rachel perdeu o irmão para a imensidão azul do mar, fazendo-a regressar para Gracetown. Lá, Henry também está à deriva. Os pais dele estão separados, Amy acabou de deixá-lo e a Howling Books está chegando ao seu ponto-final.

Sentimentos profundos permearão o reencontro dos dois. E, cercados por livros e suas histórias, Rachel e Henry terão a chance de reconstruir sua amizade e de tocar as palavras que há muito foram perdidas.

Palavras em azul profundo é uma história de amor cercada por tantas outras histórias. Doce e poético, é um livro sobre perdas… mas também é sobre reencontros.

"Somos os livros que lemos e as coisas que amamos. Nossos fantasmas se escondem nas coisas que deixamos para trás.”

Sobre a autora:
Cath Crowley é uma premiada autora de romances para o público jovem, incluindo Graffiti Moon e A Little Wanting Song. Vive, escreve e ensina escrita criativa em Melbourne, Austrália.


  • Compartilhe:

Uma noiva para Winterborne - Lisa Kleypas

Por 16:24 6 comentários
"- Costuma-se dizer que a arma de uma mulher é sua língua... mas essa está longe de ser nossa única arma."

Quando a gente pensa que não tem como amar mais um livro, a Lisa vem e traz essa maravilha de continuação da série mais deliciosa que tenho lido! Há um tempo tento escrever essa resenha e embora saiba que não vou conseguir transmitir tudo o que senti, quero que vocês saibam que: o livro é perfeito

Rhys Winterborne conquistou uma fortuna incalculável graças a sua ambição ferrenha. Filho de comerciante, ele se acostumou a conseguir exatamente o que quer - nos negócios e em tudo mais.

No momento em que conhece a tímida aristocrata lady Helen Ravenel, decide que ela será sua. Se for preciso macular a honra dela para garantir que se case com ele, melhor ainda.
Apesar de sua inocência, a sedução perseverante de Rhys desperta em Helen uma intensa e mútua paixão.
Só que Rhys tem muitos inimigos que conspiram contra os dois. Além disso, Helen guarda um segredo sombrio que poderá separá-los para sempre. Os riscos ao amor deles são inimagináveis, mas a recompensa é uma vida inteira de felicidade.

Título original: Marrying Winterborne
Autor: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Páginas: 336
Adicione: Skoob

Primeira frase do livro:
"- Sr. Winterborne, há uma mulher aqui para vê-lo."
  • Compartilhe:

[Pré-venda] A Pequena Sereia

Por 18:30 0 comentários

TUDO PARECIA CALMO E COMUM NA SUPERFÍCIE... MAS NO FUNDO ERA O INICIO DE UMA REVOLUÇÃO!



Esqueça as histórias sobre sereias que você conhece. Esta é uma história diferente — e necessária. E tudo começa no fundo do mar. Com uma garota chamada Gaia, que sonha em ser livre de seu pai controlador, fugir de um casamento arranjado e descobrir o que realmente aconteceu à sua mãe desaparecida.
Em seu aniversário de quinze anos, quando finalmente sobe à superfície para conhecer o mundo de cima, Gaia avista um rapaz em um naufrágio e se convence de que precisa conhecê-lo. Mas do que ela precisa abrir mão para transformar seu sonho em realidade? E será que vale a pena?

A Pequena Sereia e o Reino das Ilusões chega para trazer um pouco mais de contos de fadas para a linha DarkLove, da DarkSide® Books. Mas não do jeito que você espera; aqui, a história original de Hans Christian Andersen — e também suas versões coloridas e afáveis em desenhos animados — é reimaginada através de lentes feministas e ambientada em um mundo aquático em que mulheres são silenciadas diariamente — um mundo que não difere tanto assim da sociedade em que vivemos.

No reino de ilusões comandado pelo Rei dos Mares, as sereias não recebem educação, não têm direito de fala, devem se encaixar em um padrão de beleza impossível e sempre sorrir. É neste cenário que a autora irlandesa Louise O’Neill apresenta uma história sobre empoderamento e força feminina. Com narrativa e olhar afiados, a autora ainda desenvolve aspectos do conto original que passaram batido, como o relacionamento de Gaia com as irmãs e as camadas complexas da Bruxa do Mar.

A Pequena Sereia e o Reino das Ilusões, que chega ao mundo acima da superfície da água com o padrão de qualidade que virou marca registrada da DarkSide® Books, mostra como, em um reino comandado pelo patriarcado, ter uma voz é arriscado. Mas também como querer usá-la é uma atitude extremamente poderosa e valiosa. Ainda mais em tempos tão sombrios.


  • Compartilhe:

[Divulgação] Venda antecipada de ingressos para “Capitã Marvel”

Por 13:31 0 comentários
ingressos capitã marvel

Já estão à venda na rede Kinoplex os ingressos para um dos filmes mais aguardados do ano: “Capitã Marvel”, que estreia em 7 de março de 2019. Os ingressos estão disponíveis para as sessões dos dias 7 a 13 de março, e também para sessões de pré-estreia no dia 6. As entradas podem ser adquiridas nas bilheterias ou terminais de autoatendimento dos cinemas e no site do Kinoplex.

A produção conta a história de Carol Danvers, uma agente da CIA que tem contato com uma raça alienígena e ganha poderes sobre-humanos. Entre os seus poderes estão uma força fora do comum e a habilidade de voar. A personagem também tem presença garantida em “Vingadores – Ultimato”, que estreia em abril.



  • Compartilhe:

[Quotes] Eu perdi o rumo

Por 00:50 0 comentários
eu perdi o rumo livro

"Freya volta a atenção para a tela. Eu perdi o rumo. Quinze caracteres. As palavras carregam o inegável toque de verdade, soando como um dó central."

~~~~~~

- Todos nós morremos - disse Hector, esfregando os punhos de Mary. - É a única certeza que temos na vida, e a única coisa que temos em comum com todo o resto do planeta."

~~~~~~

"Cante o que não consegue dizer, sugeria meu pai."

~~~~~~

"- Não peça desculpas. Eu gostei de você ter caído em cima de mim."

~~~~~~

"Agora já era, Freya se rende. Saltaria de paraquedas se Nathaniel pedisse, e ela morre de medo de altura."

~~~~~~ 

"O tempo pode curar tudo? Ou certas coisas se quebravam de maneira irreparável."

~~~~~~ 

"Duas semanas podem não parecer muito tempo, mas experimente passar esse tempo solitário numa casa. Completamente solitário. Sem TV. Sem telefonemas. Sem visitas do carteiro. Nada.
Eu passei.
Achei que o mundo tinha acabado.
E tinha.
Esperei que alguém viesse, que alguém ligasse. 
Ninguém veio."

~~~~~~

  • Compartilhe:

[Lançamento - Rocco] Um estudo em Charlotte

Por 10:30 0 comentários

No primeiro livro da série protagonizada pela jovem Charlotte, descobrimos que o talento para solucionar crimes corre no sangue da família Holmes. Com apenas 10 anos, a mais nova descendente do detetive ajudou a polícia a recuperar diamantes que valiam três milhões de libras. Agora, no ensino médio, a capacidade analítica da jovem é posta mais uma vez à prova quando um estudante da escola que ela frequenta nos Estados Unidos aparece morto sob circunstâncias intrigantes, aparentemente inspiradas em uma das histórias mais aterrorizantes de Sherlock Holmes. Os principais suspeitos do crime? Charlotte Holmes e Jamie Watson. Sim, esse mesmo, o tataraneto do fiel amigo do detetive inglês. 


O primeiro crime solucionado por Sherlock Holmes, icônico personagem de Sir Arthur Conan Doyle, foi apresentado aos leitores há mais de 130 anos. A personalidade ácida e a mente brilhante do mais famoso detetive da ficção, no entanto, permanecem atuais e inspiram séries, filmes e livros. Um estudo em Charlotte é uma referência ao primeiro livro sobre Sherlock, Um estudo em Vermelho, e traz uma série de referências às tramas do famoso detetive. 

Como Sherlock, Charlotte toca violino, é ótima em assumir diferentes disfarces, conduz experimentos forenses e tem uma fraqueza por opiáceos. Apesar de também ter herdado a audácia e petulância do tataravô, Charlotte tem seus próprios mistérios. Já Jamie sempre foi intrigado pela moça, mas, apesar do histórico familiar, os dois só se conhecem poucos dias antes do crime. Juntos, eles terão que provar que não são os culpados e, para isso, precisam agir como detetives. 


Vencedor do prêmio de melhor ficção para jovens adultos da American Library Association, Um Estudo em Charlotte, da autora estreante Brittany Cavallaro, agrada tanto a leitores que começam a se interessar por tramas de suspense quanto aos fãs do universo de Sherlock Holmes.

*****

Quem me conhece sabe que eu sou apaixonada por histórias investigativas. Como uma fã de Sherlock Holmes já estou querendo muito conhecer essa história! 
  • Compartilhe:

Translate

Garotos são bem-vindos!