Garotas e livros

Um marido de faz de conta - Julia Quinn

Por 13:00 0 comentários

"- É bacon. O mundo sempre parece um lugar menos deprimente quando comemos bacon."

Depois que conhecemos a história da família Bridgertons da maravilhosa Julia Quinn, tudo o que vier sobre eles é lucro para os nossos corações. Quando ela apresentou a nova série, Os Rokesbys, era a maneira de matar um pouco de saudade da série que encantou milhares de pessoas. 


Enquanto você dormia… Depois de perder o pai e ficar sabendo que o irmão Thomas foi ferido durante uma batalha nas colônias, Cecilia Harcourt tem duas opções igualmente terríveis: se mudar para a casa de uma tia solteira ou se casar com um primo vigarista. Então ela cruza o Atlântico, determinada a cuidar de seu irmão pelo tempo que for necessário. Só que, após uma semana sem conseguir localizá-lo, ela acaba encontrando seu melhor amigo, o lindo oficial Edward Rokesby. Ele está inconsciente, precisando desesperadamente de cuidados, e Cecilia promete salvar a vida desse soldado, mesmo que para permanecer ao lado dele precise contar uma pequena mentira...
Eu disse a todos que era sua esposa Quando Edward recobra a consciência, não entende nada. A pancada na cabeça o fez esquecer tudo que aconteceu nos últimos três meses, mas ele certamente se lembraria de ter se casado. Apesar de saber que Cecilia Harcourt é irmã de Thomas, eles nunca foram apresentados. Mas, já que todo mundo a trata como esposa dele, deve ser verdade.
Quem dera fosse verdade… Cecilia coloca o próprio futuro em risco ao se entregar completamente ao homem que ama. Mas quando a verdade vem à tona, Edward talvez também tenha algumas surpresas para a nova Sra. Rokesby.

Título original: The girl with the make-believe husband
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2019
Páginas: 304
Adicione: Skoob

Primeiro trecho do livro:
"A cabeça dele estava doendo.
Correção: a cabeça dele estava doendo muito."

No primeiro livro dessa série, conhecemos Billie Bridgerton e sua maravilhosa essência e seu romance com George Rokesby, e foi extremamente divertido ler a história deles. O fim do primeiro livro deixa o gancho para o segundo, que é a história de Edward Rokesby, que estava há um tempo sem mandar notícias para a família. Edward era um soldado lutando pela coroa, assim como Thomas Harcourt, seu melhor amigo. A irmã de Thomas, Cecilia, enchia seu irmão de cartas e começa a conversar com Edward dentro das cartas para o irmão. Um amizade e um sintonia vai sendo gerada entre eles, mas o que Edward não esperava era acordar e saber que estava casado com ela. 

"Marido? Eles estavam dizendo que ele era marido dela? Ele era casado? Não podia ser casado. Como poderia ser casado se nem mesmo se lembrava disso?"

Cecilia, sem mais notícias concretas do irmão, parte para o outro país para ajudá-lo, mas se depara com um Edward muito ferido e inconsciente, sem muita perspectiva de melhoras. A única maneira do exército permitir que ela cuidasse dele era se fossem parentes, e é quando Cecilia abre a boca para dizer que era sua esposa. A sorte é que Edward levou uma pancada tão forte na cabeça que os últimos três meses foram esquecidos, então ele poderia estar casado, não é mesmo? É quando a coisa começa a ficar divertida! Embora você queira sacudir a personagem para falar toda a verdade logo, a gente acaba entendendo o porque ela adia a real história e inventa uma situação para que eles estejam casados. 

"Toda a cidade de Nova York podia acreditar que ela era uma mulher casada, mas Cecilia ainda era uma moça inocente - por mais que o único beijo do capitão Eduard Rokesby a tivesse deixado sem ar. Sem ar? Estava mais para sem juízo."

O pouco que eles conheciam um do outro é o ponto pelo qual eles começam a se conhecer de verdade e é lindo observar o sentimento que já era nutrido através das cartas, ir crescendo a cada dia. Mas é aquela história, né? Mentira tem perna curta. Cada um acaba guardando segredos que pode causar o fim que ninguém quer. Você fica o tempo todo querendo dar um sacode neles para abrir o jogo de uma vez e se acertarem. Mas é divertido, apesar de querer estapear de vez em quando. É um romance delicioso, a descoberta de um amor que não sabiam que era mútuo e o bom humor sempre presente nas obras da Julia Quinn.


"Era uma sensação peculiar, a de querer conhecer uma pessoa a fundo, por dentro e por fora. Nunca havia acontecido com ele antes."


"Ela era maravilhosa. Não - era magnífica. Ele nem conseguia acreditar como, antes daquele momento, tinha sido capaz de considerar a própria vida completa."

Gostei muito da construção dos personagens e como eles vão lidando com as dificuldades do caminho. Cecilia é uma garota forte e determinada, apesar de não se julgar suficiente para o filho de um conde pelos padrões da sociedade. O final é muito divertido e a gente só fica com o gostinho de quero mais. E, novamente, com um gancho para o próximo livro pelo qual eu já morro de curiosidade! Um cavalheiro a bordo chega em julho, com o próximo irmão Rokesby! 

"Cecília sentiu o sorriso nascendo emseu rosto, embora os alarmes soassem em sua mente. Com Edward era tão fácil ser feliz, tão fácil ser ela mesma... Mas aquilo não era a vida dela. Ela não era esposa dele. Aquele papel era emprestado e, no fim das contas, teria que devolvê-lo."

Essa edição está maravilhosa! Encontrei uma pequena troca de nomes de personagens mas que não causa prejuízo na leitura. Eu sou muito apaixonada pelos livros da Julia Quinn e a cada novo que leio eu amo mais a autora! Então, que venham mais!! 

   

Você Deve Gostar Disto:

0 comentários

Translate

Garotos são bem-vindos!